A argumentação na carta comercial: operadores argumentativos e modalizadores discursivos

  • Kátia Regina de Almeida Gonçalves UPF
  • Erivaldo Pereira do Nascimento UPF

Resumo

O presente trabalho tem como objetivo analisar e descrever as funções semântico-discursivas dos operadores argumentativos e dos modalizadores no gênero textual/discursivo carta comercial e esclarecer a importância de seu conhecimento e utilização para estudantes e profissionais da área de secretariado. O corpus da investigação é composto por 15 cartas comerciais que foram coletadas de diferentes empresas privadas. O referencial teórico adotado tem base na teoria da argumentação proposta por Ducrot (1988) e colaboradores e os estudos da modalização apresentados por Koch (2002), Castilho e Castilho (1993), Nascimento (2009), entre outros. Nas cartas analisadas percebemos que a argumentação está presente no gênero através dos operadores e modalizadores discursivos. Assinalamos ainda que foi constatada a ocorrência dos três tipos de modalização: a epistêmica, a deôntica e avaliativa. Com relação aos operadores, encontramos os de alternância, de condicionalidade, de ativação de pressupostos, entre outros. Esses operadores e modalizadores atuam nas cartas, imprimindo diversos efeitos de sentido no texto, e deixam claro que tipos de estratégias argumentativas são utilizadas por um locutor para revelar suas inteções e posicionamentos e, também, sua maneira de agir para com seu interlocutor.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2012-04-03
Como Citar
Gonçalves, K. R., & do Nascimento, E. (2012). A argumentação na carta comercial: operadores argumentativos e modalizadores discursivos. Secretariado Executivo Em Revist@, 7. Recuperado de http://seer.upf.br/index.php/ser/article/view/2332
Edição
Seção
Artigos