Formação empreendedora: uma análise nos cursos de secretariado executivo

  • Patricia Soares de Moura UPF
  • Ivanete Daga Cielo UPF
  • Carla Maria Schmidt UPF

Resumo

O empreendedorismo tem se tornado pauta na discussão de governantes, entidades de classe, instituições de ensino superior e demais segmentos da sociedade organizada. Um dos aspectos discutidos é a necessidade latente de fomentar a atitude empreendedora nos indivíduos visando o desenvolvimento de sujeitos reflexivos, capazes de gerar novas ideias e soluções. Assim, o presente trabalho teve como objetivo mapear o ensino do empreendedorismo nos cursos de Secretariado Executivo por meio da identificação de disciplinas de empreendedorismo nas grades curriculares. Objetivou-se também identificar a nomenclatura utilizada pelos cursos para a referida disciplina, bem como, analisar se as disciplinas de empreendedorismo abordam os temas considerados fundamentais por Dornelas (2001). Para tanto, pesquisou-se as IES do país que ofertam o curso de Secretariado Executivo e que participaram do ENADE no ano de 2009. Pode-se concluir que embora as diretrizes curriculares para os cursos de Secretariado Executivo assinalem para um profissional com perfil empreendedor, poucas IES possuem o empreendedorismo no seu currículo, o que aponta para uma reflexão acerca do profissional que está sendo formado, considerando as expectativas do mercado de trabalho atual.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2012-04-02
Como Citar
Moura, P., Cielo, I., & Schmidt, C. (2012). Formação empreendedora: uma análise nos cursos de secretariado executivo. Secretariado Executivo Em Revist@, 7. Recuperado de http://seer.upf.br/index.php/ser/article/view/2328
Edição
Seção
Artigos