Efeitos do teletrabalho em órgãos da administração pública e empresas públicas

  • Eric Henrique de Souza Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
  • Sillas Tsutsui Silva
  • Gemael Chaebo
  • José Carlos de Jesus Lopes
Palavras-chave: Administração pública, Empresas públicas, Teletrabalho

Resumo

Este artigo tem como objetivo apontar os efeitos da adoção do teletrabalho em órgãos da administração pública e empresas públicas. A pesquisa sobre o teletrabalho se justifica pela necessidade de reduzir os custos administrativos do Estado e os impactos de suas atividades na utilização de recursos naturais, aplicando o princípio da eficiência na administração pública. A metodologia adotada foi a de revisão bibliográfica. A amostra envolveu estudos previamente publicados sobre a aplicação do teletrabalho em órgãos da administração pública e em empresas públicas brasileiras. A pesquisa foi idealizada utilizando duas bases de dados: o portal SciELO e o Google Acadêmico, utilizando os descritores “teletrabalho”, “empresas públicas” e “administração pública”, buscando artigos, teses e dissertações publicados em português entre 2009 e 2019. Foram encontrados 9 trabalhos. A técnica adotada para a análise dos dados foi a análise de conteúdo. Os principais efeitos identificados na literatura foram: o aumento na percepção sobre a qualidade de vida e a conformidade profissional, a elevação da produtividade e a redução dos custos logísticos e de deslocamento. A despeito das vantagens identificadas, há relatos de resistência, principalmente por parte dos gestores e de alguns servidores.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2021-11-16
Como Citar
de Souza, E., Silva, S., Chaebo, G., & Lopes, J. (2021). Efeitos do teletrabalho em órgãos da administração pública e empresas públicas. Secretariado Executivo Em Revist@, 15(2), 229-245. https://doi.org/10.5335/ser.v15i2.10354
Seção
Artigos