Análise dos programas de incentivo fiscal do estado do Rio Grande do Sul Fundopem/RS e Integrar/RS para uma cooperativa do Corede Nordeste

  • Eduardo Belisário Finamore
  • Douglassi Negri
Palavras-chave: Fundopem/RS. Incentivos fiscais. Integrar/RS.

Resumo

Este artigo tem por objetivos analisar e demonstrar a importância e a efetividade dos incentivos fiscais Fundopem/RS e Integrar/RS, por meio do impacto gerado no fluxo de caixa do projeto de expansão de uma cooperativa, localizada no norte do Rio Grande do Sul, deagroindustrialização do milho, transformando-o em xarope para a indústria de doces ebalas do estado. Verificou-se que os incentivos fiscais apresentam impactos positivos significativos, medidos pelos indicadores econômicos e financeiros da taxa interna de retorno (TIR) e do valor presente líquido (VPL). A riqueza gerada pelo projeto de investimento de40 milhões de reais, sem os incentivos fiscais, medida pelo VPL, foi de R$ 90.629.555,89, com uma rentabilidade de 36,26% de TIR, considerando um custo de oportunidade (CO) de 8% ao ano. O enquadramento no Fundopem/RS beneficiou a empresa com a geração deuma riqueza extra de R$ 9.920.051,72 (VPL de R$ 100.549.607,61 e TIR de 46,13%), e o enquadramento ao Integrar/RS gerou um riqueza extra para os sócios da cooperativa de R$ 16.829.708,60 (VPL de R$ 107.459.264,49 e TIR de 46,47%).

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2018-12-12
Como Citar
Finamore, E., & Negri, D. (2018). Análise dos programas de incentivo fiscal do estado do Rio Grande do Sul Fundopem/RS e Integrar/RS para uma cooperativa do Corede Nordeste. Revista Teoria E Evidência Econômica, 24(50). https://doi.org/10.5335/rtee.v24i50.8960