Estimativa de perdas de arrecadação de ICMS promovida pela lei Kandir no Corede produção - RS: uma análise sobre as exportações de soja, de 1997 a 2014

  • Marco Antonio Montoya Universidade de Passo Fundo
  • Vanessa Soccoloski
Palavras-chave: Soja. Exportações. Lei Kandir. ICMS.

Resumo

O Brasil e o Rio Grande do Sul ocupam lugar de destaque na produção de grãos e nasexportações do agronegócio, sendo os principais produtos exportados os do complexo-soja,sobretudo o grão. Possivelmente, a Lei Kandir, que isenta a tributação de ICMS sobre asoperações e produções destinadas à exportação (produtos primários, produtos semielaborados ou serviços) exerceu influência direta nesse processo. Buscando mensurar as perdas dearrecadação de ICMS causadas pela aplicação dessa lei, o objetivo desse estudo é evidenciar a participação do Corede Produção nas exportações de soja do Estado, entre os anosde 1997 e 2014. O método adotado para a coleta se deu a partir de dados secundários sobreárea plantada, produção, volume e valor de exportação, que foram submetidos à análisedescritiva das variáveis vinculadas à exportação, permitindo quantificar os efeitos da leino estado e no Corede. Os principais resultados obtidos apontam que 16,09% das perdaslíquidas do estado, de 1997 a 2014, se referem à exportação de soja do Corede e as perdasmunicipais superam os R$108 milhões, demonstrando a sua fundamental participação nosresultados estaduais.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2018-12-12
Como Citar
Montoya, M., & Soccoloski, V. (2018). Estimativa de perdas de arrecadação de ICMS promovida pela lei Kandir no Corede produção - RS: uma análise sobre as exportações de soja, de 1997 a 2014. Revista Teoria E Evidência Econômica, 24(50). https://doi.org/10.5335/rtee.v24i50.8958