Capacidade inovativa como estratégia de mudança de posicionamento estratégico: um estudo de caso de uma empresa do ramo da refrigeração médica científca

  • Clarice Vepo do Nascimento Welter Administradora. Especialista em Gestão de negócios. Aluna do Programa de Pós-Graduação Strictu Sensu em Desenvolvimento – Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do sul (Unijuí).
  • Jorge Oneide Sausen Administrador. Professor do Programa de Pós-Graduação Strictu Sensu em Desenvolvimento – Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do sul (Unijuí).
  • Gabriela Cappellari Administradora. Especialista em marketing e gestão empresarial. Aluna do Programa de Pós-Graduação Strictu Sensu em Desenvolvimento – Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do sul (Unijuí). Professora substituta do Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) -Campus de Palmeira das missões.

Resumo

Este estudo tem por objetivo identificar as tipologias de inovação, a partir do modelo de Wang e Ahmed (2004), desenvolvidas na Biotecno, empresa indústrial que atua no setor de refrigeração médica cientifica, situada em Santa Rosa-RS, no período compreendido entre 2001 a 2016, que determinaram em mudanças de posicionamento estratégico da empresa ao longo do período objeto de análise. Trata-se de estudo de caso único, de natureza exploratória e descritiva e de abordagem qualitativa. Os períodos de mudança estratégica foram analisados mediante as três dimensões da metodologia de Pettigrew, Ferlie e Mckee (1992), contexto, conteúdo e processo, fazendo uso do modo de análise longitudinal e histórico dos procedimentos da direct research (MINTZBERG, 1979). A partir dos dados coletados pode-se classificar a organização em três períodos estratégicos. Os resultados mostraram que no primeiro período a organização apresentou uma inovação de mercado, no segundo período inovação de produto ao nível radical e incremental, bem como inovação estratégica e comportamental e o terceiro período foi constituído novamente por inovação de produto. Em termos de contribuição para os estudos de capacidades inovativas, o presente trabalho considerou uma análise longitudinal dos processos inovativos na organização objeto de estudo. Embora a análise longitudinal tenha sido pautada pela investigação com base na memória dos agentes envolvidos, identifica-se uma tentativa de aprofundamento metodológico nesse campo de investigação. Palavras chaves: Mudança estratégica, Capacidades dinâmicas, Inovação organizacional
Publicado
2018-06-12
Como Citar
do Nascimento Welter, C., Sausen, J., & Cappellari, G. (2018). Capacidade inovativa como estratégia de mudança de posicionamento estratégico: um estudo de caso de uma empresa do ramo da refrigeração médica científca. Revista Teoria E Evidência Econômica, 23(49). https://doi.org/10.5335/rtee.v23i49.8267