Dinâmica na produção e na diversificação das culturas cultivadas no Espírito Santo de 1970 a 2010

  • Niraldo José Ponciano
  • Joesi de Souza Castro
  • Paulo Marcelo de Souza
  • Magda Aparecida Nogueira
  • Marlon Gomes Ney

Resumo

O trabalho objetivou analisar a dinâmica das principais culturas no Estado do Espírito Santo, no período de 1970 a 2010. Empregou-se o método shift-share para quantificar variação de área, rendimento, localização geográfica e índices de diversificação de área e de valor da produção. Constatou-se que houve alterações de área, de produção e de produtividade. Nas quatro décadas analisadas, a cultura do café apresentou maior expansão em área (148%), com efeitos positivos tanto em escala, quanto em substituição. Enquanto as culturas de milho, de arroz e de feijão foram as que mais decresceram em área, com efeitos negativos tanto em escala, quanto em substituição. Suas taxas de produção foram negativas, com redução de efeitos área e de rendimento. O índice de diversificação revelou que houve concentração de área em poucos produtos. Palavras-chave: Agricultura capixaba. Diversificação. Efeito área e de rendimento. Método shift-share.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2017-09-08
Como Citar
Ponciano, N., Castro, J., de Souza, P., Nogueira, M., & Ney, M. (2017). Dinâmica na produção e na diversificação das culturas cultivadas no Espírito Santo de 1970 a 2010. Revista Teoria E Evidência Econômica, 23(48). https://doi.org/10.5335/rtee.v23i48.7361