Confiança dos empregados no laboratório de análises clínicas em que trabalham:

Um estudo das cinco dimensões que antecedem a confiança

  • Marcio Pedroso Juliani Universidade de Passo Fundo
  • Denise Carvalho Tatim Universidade de Passo Fundo
Palavras-chave: Confiança. Empregado. Organização de saúde

Resumo

 O fenômeno confiança tem sido considerado fundamental para o comprometimento e atingimento de resultados nas organizações. Este estudo teve como propósito analisar os antecedentes da confiança entre os empregados de um laboratório de análises clínicas. Realizou-se uma pesquisa quantitativa por meio da aplicação de um questionário com dados sociodemográficos e, também, de uma escala de confiança do tipo Likert objetivando atingir o público-alvo formado por 55 empregados da organização de saúde. As informações analisadas e quantificadas permitiram mensurar os fatores relevantes para o construto confiança, sendo:  promoção do crescimento do empregado, solidez organizacional, normas relativas à demissão de empregados, reconhecimento financeiro organizacional e padrões éticos. Os resultados mostraram que os fatores nos quais os empregados apontaram maior grau de concordância em relação à confiança organizacional foram a solidez organizacional e na sequência padrões éticos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marcio Pedroso Juliani, Universidade de Passo Fundo
Mestre em Administração
Denise Carvalho Tatim, Universidade de Passo Fundo
Doutora em Psicologia pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul Professora na Faculdade de Ciências Econômicas, administrativas e contábeis da Universidade de Passo Fundo/RS.
Publicado
2021-08-16
Como Citar
Pedroso Juliani, M., & Carvalho Tatim, D. (2021). Confiança dos empregados no laboratório de análises clínicas em que trabalham:. Revista Teoria E Evidência Econômica, 27(56), 54-76. https://doi.org/10.5335/rtee.v27i56.12544