Análise em três dimensões de pontes ferroviárias considerando interação entre veículo e estrutura

Eric Luis Barroso Cavalcante

Resumo


Este estudo apresenta uma metodologia numérica para a análise dinâmica de pontes em três dimensões, considerando a interação entre a ponte e o veículo ferroviário. Foram apresentados 4 tipos de veículo: um modelo composto por forças concentradas (único modelo sem interação); um modelo composto apenas por duas massas acopladas à via; um modelo simplificado composto por uma massa suspensa (caixa e truques), duas massas acopladas à estrutura (rodas) e toda a suspensão (primária e secundária) descrita por um único componente de rigidez e amortecimento; e um modelo completo composto por três massas suspensas (massa e dois truques), oito massas acopladas à estrutura (rodas) e a individualização das suspensões primária e secundária. O modelo completo é o que melhor representa o veículo ferroviário, por permitir a modelagem da caixa e dos truques separadamente, com inércia rotacional em torno dos eixos transversal e longitudinal, e em razão da discriminação maior das rigidezes e dos amortecimentos. Na análise do modelo sem interação podemos constatar que existe um intervalo de velocidades em que o fenômeno de ressonância ocorre. Verificou-se que esse fenômeno ocorre em decorrência de que a freqüência do carregamento coincide com a freqüência fundamental de vibração da estrutura.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5335/rsaee.v14i1.886