Determinação experimental em túnel de vento dos efeitos estáticos de proteção causados por edificações vizinhas

Franco Augusto Alberti, Acir Mércio Loredo Souza

Resumo


Efeitos de interferência aerodinâmica por vizinhança ocorrem inevitavelmente em edificações imersas em centros urbanos. Com base nas características da vizinhança que envolvem o entorno de uma edificação, estes efeitos podem reduzir ou majorar as ações do vento sobre a mesma. Tendo em vista a complexidade do problema em estimar o real ambiente em que um edifício está situado e consequentemente a influência da vizinhança no comportamento do vento, torna-se muito difícil a codificação destes efeitos em documentos normativos específicos para cada situação de projeto. Neste trabalho são analisados quatro modelos reduzidos de edifícios e suas vizinhanças adjacentes. Os modelos foram testados em túnel de vento, no Laboratório de Aerodinâmica das Construções da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, sob duas configurações de ensaios, uma com a edificação de projeto isolada e outra na presença da vizinhança na qual estará imersa. A partir dos resultados obtidos no túnel, foram calculados coeficientes de força para cada modelo em relação a dois eixos ortogonais com origem próxima ao centro de torção da secção transversal correspondente ao pavimento tipo dos modelos. Nos quatro casos estudados, todos apresentaram variações significativas dos coeficientes de força quando na presença de edificações vizinhas. Para estes edifícios, foram calculados fatores de vizinhança respectivos aos ângulos de vento mais influentes ao dimensionamento estrutural dos mesmos. Notou-se que, sob vizinhança densa, houve uma grande redução das ações do vento, enquanto que brechas entre as estruturas de interferência, conduziram ao aumento das ações do vento sobre as edificações estudadas. O trabalho apresenta diversos valores de fatores de vizinhança para os casos estudados.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5335/rsaee.v14i2.6696