Avaliação do nível de exposição à vibração de operadores de empilhadeiras

  • Cristiano Zucco
  • Herbert Martins Gomes

Resumo

Este trabalho apresenta um estudo de vibração de corpo inteiro em operadores de máquinas empilhadeiras, operando em diferentes situações, comparando dois tipos de pneus, super elásticos (maciços) e pneumáticos, e em dois tipos de piso, paralelepípedo e asfalto liso, na condição de carregadas (com carga nos garfos) e descarregadas (sem carga) sob velocidades equivalentes. A vibração foi medida nos três eixos ortogonais, x, y e z e, a partir daí, calculada uma aceleração ponderada para comparação dos resultados com a norma ISO 2631-1. O objetivo principal desse trabalho é avaliar a vibração suportada, no corpo inteiro, pelos operadores das empilhadeiras, os quais estão expostos a essa ação repetitiva e possuem histórico de reclamações da agressão sofrida em suas colunas vertebrais durante a operação nesse tipo de máquina. Com os resultados obtidos, pôde-se perceber que, de um modo geral, o pneu do tipo pneumático apresentou valores menores para a aceleração equivalente. Neste caso, o pneu super elástico apresentou valores de amplitude de aceleração maiores, portanto, mais prejudicial à saúde do operador. PALAVRAS-CHAVE: Vibração em empilhadeiras, medição de aceleração de corpo inteiro, medição experimental.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2011-01-24
Seção
Art