Pilares de concreto armado em situação de incêndio submetidos à flexão normal composta

  • Odinir Klein Júnior Mestre em Engenharia de Estruturas, Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo
  • Ricardo Leopoldo e Silva França Professor Doutor, Departamento de Engenharia de Estruturas e Geotécnica da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo
  • Valdir Pignatta e Silva Professor Doutor, Departamento de Engenharia de Estruturas e Geotécnica da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo

Resumo

Apresenta-se um procedimento computacional para o cálculo do tempo de resistência ao fogo (TRF) de pilares de concreto armado em situação de incêndio, dados os campos de temperaturas simétricos na seção transversal exposta ao incêndio-padrão. O procedimento de cálculo foi baseado no método da estimativa da curvatura do Eurocode 2 parte 1-2:2004. Foram modelados pilares retangulares sob flexão normal composta, considerando as deformações térmicas e a influência das temperaturas elevadas nas propriedades mecânicas dos materiais. Os resultados do programa foram comparados a resultados de ensaios de laboratórios internacionais, com o objetivo de validar as hipóteses de cálculo adotadas.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2012-08-30
Seção
Art