A questão do valor: uma reflexão sobre as fontes valorativas e sua relação com a tridimensionalidade jurídica de Reale

Ilíria François Wahlbrinck, Jean Mauro Menuzzi, Luci Mary Duso Pacheco

Resumo


Refletir sobre a questão do valor a partir da convivência humana implica em abordá-la sob a perspectiva da ética considerando-se as dimensões de relacionalidade e interdependência, pois, na convivência, o ser humano é guiado pelo enfoque ou supremacia de determinado valor que se aprecia e que concerne sentido à sua concepção de vida e de convivência. O ser humano, guiado pelo primado do valor, age em conformidade e com vistas ao valor reconhecido e, para tal, requer-se empenho por uma formação humana que, muitas vezes, é orientada por princípios que estão além do plano histórico ou existencial. A consciência de que no ser humano reside o poder de valorar é afirmar uma consciência cuidadora que conduz ao compromisso, na construção de um mundo, uma sociedade, em que imperem valores éticos, em que a vida e a dignidade do ser sejam a premissa máxima. Isso equivale a engajar-se por (re)conhecer o cuidado no cuidador de modo a perpetuá-lo na existência como novidade de vida e que conduz à construção de uma sabedoria de vida ou biosofia cujo objetivo é a humanização.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5335/rjd.v30i3.6095

br.web-counter.net
de.web-counter.net
br.web-counter.net