[1]
F. de Limas Tomio e I. Robl Filho, “Controle abstrato e concentrado de constitucionalidade comparado (Brasil, Portugal e Angola) e seus efeitos nas instituições sociais e jurídica”s, HDT, vol. 15, nº 1, p. 181-197, ago. 2015.