As Res Gestae Diui Augusti: perspectivas sobre a obra

  • Carlos Eduardo da Costa Campos Universidade Federal do Mato Grosso do Sul
Palavras-chave: Res Gestae, Otávio Augusto, Principado

Resumo

A proposta do artigo é problematizar as Res Gestae Diui Augusti de Otávio Augusto. Assim, analisaremos o espaço das inscrições epigráficas no Império Romano para compreendermos a inserção das RGDA, a sua visibilidade e circulação. Desse modo, o artigo estabelece processos de análise sobre a tipologia documental e leva em consideração o contexto histórico e a suas características quanto à forma e o conteúdo. Nosso argumento central é que esse objeto foi um mecanismo edificado para consolidar a imagem de Otávio Augusto, assim preservando a sua memória como bom governante para as gerações posteriores e de regiões distantes do império.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carlos Eduardo da Costa Campos, Universidade Federal do Mato Grosso do Sul
Professor Adjunto da Universidade Federal do Mato Grosso do Sul. Doutor em História Política pelo Programa de Pós Graduação em História da UERJ. E-mail: carlos.campos@ufms.br
Publicado
2019-09-04
Como Citar
da Costa Campos, C. (2019). As Res Gestae Diui Augusti: perspectivas sobre a obra. Revista História: Debates E Tendências, 3(19), 586-597. https://doi.org/10.5335/hdtv.3n.19.9885