O fotojornalismo gaúcho dos anos 1970: Jacqueline Joner e Eneida Serrano

  • Carolina Martins Etcheverry PPGH-PUCRS
Palavras-chave: Feminismo, Fotografia documental, Fotojornalismo

Resumo

Este artigo tem por objetivos apresentar e problematizar o trabalho de duas fotojornalistas gaúchas nos anos 1970, Jacqueline Joner (1953) e Eneida Serrano (1952), a fim de compreender sua inserção e seu papel no campo fotojornalístico gaúcho. As fotógrafas fazem parte da história da fotografia brasileira, o que permite compreender não apenas as tensões nas relações de trabalho e as formas de opressão que sofreram, mas também os mecanismos de emancipação. Assim, abordam-se, de modo específico, as fotografias do fotolivro Santa soja, a passagem pelo jornal Agricultura & Cooperativismo e pela agência de fotografia Ponto de Vista.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2019-01-17
Como Citar
Etcheverry, C. (2019). O fotojornalismo gaúcho dos anos 1970: Jacqueline Joner e Eneida Serrano. Revista História: Debates E Tendências, 19(1), 19-48. https://doi.org/10.5335/hdtv.19n.1.9052