O cinema escolar como berço do entretenimento

Fábio Godoy Del Picchia Zanoni

Resumo


O artigo que ora se apresenta pretende trazer à baila o processo histórico de constituição de um modelo específico de endereçamento ao cinema. À contramão do que tendemos supor à primeira vista, o presente artigo busca argumentar, sobretudo a partir das teorizações foucaultianas,
como a emergência do cinema de entretenimento não se explica a contento
tão somente pelos ditames e exigência de cunho econômico, pois foi indissociável da escolarização do cinema, ocorrida nos muros das escolas brasileira e portuguesa a partir de meados da década de 1930.




Palavras-chave: Cinema. Escola. Foucault. Genealogia.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5335/hdtv.16n.2.6922