Visões de Vargas: uma comparação entre as memórias de três intelectuais

  • Eduardo Gusmão de Quadros

Resumo

A literatura autobiográfica é uma rica fonte para o conhecimento do passado, apesar das armadilhas que apresenta. Este artigo aborda três obras desse gênero, publicadas por intelectuais militantes: o católico Alceu Amoroso Lima, o comunista Nelson Werneck Sodré e o liberal de direita Miguel Reale. O eixo da investigação é a interpretação que estas fizeram da Revolução de 1930 e do Presidente Vargas. Palavras-chave: Intelectuais. Autobiografia. Revolução de Trinta. Getúlio Vargas.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2013-12-16
Como Citar
Gusmão de Quadros, E. (2013). Visões de Vargas: uma comparação entre as memórias de três intelectuais. Revista História: Debates E Tendências, 13(2), 295-305. https://doi.org/10.5335/hdtv.13n.2.3720