Derrotados ou emigrantes? Memórias de fascistas italianos na Argentina e no Brasil Pós-Segunda Guerra Mundial

  • Federica Bertagna

Resumo

Ao término da Segunda Guerra Mundial, muitos fascistas emigraram para a Argentina e ao Brasil. O presente artigo analisa diferentes memórias dos que emigraram buscando entender como esses elaboraram o seu passado político nos dois novos países; conclui-se que alguns dos novos imigrantes começaram a fazer parte de associações italianas de mútuo socorro e se empenharam em reforçar as instituições que possuíam identidades com grupos de conacionais, principalmente as escolas, em Buenos Aires e São Paulo; outros preferiram uma relação mais nostálgica com ex-companheiros emigrantes no interior de associações de Veteranos de Guerra; uma minoria, enfim, preferiu esquecer completamente o que se passou. Palavras-chave: Emigração italiana pós--Segunda Guerra Mundial. Fascismo. Argentina/Brasil.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2013-12-16
Como Citar
Bertagna, F. (2013). Derrotados ou emigrantes? Memórias de fascistas italianos na Argentina e no Brasil Pós-Segunda Guerra Mundial. Revista História: Debates E Tendências, 13(2), 282-294. https://doi.org/10.5335/hdtv.13n.2.3718