Agremiação minoritária, líderes operários e desacordos internos

origem e extinção do Partido Reivindicador Proletário do Paraná (1933-1934)

Palavras-chave: Eleições estaduais, Lideranças operárias, Partidos minoritários

Resumo

Neste artigo é desenvolvida uma investigação sobre os processos de formação e dissolução do Partido Reivindicador Proletário do Paraná (1933-1934). Por meio de um estudo de caso, o objetivo desta análise é produzir um conhecimento acerca da organização interna e da ação eleitoral dos partidos minoritários que surgiram nos estados brasileiros ao tempo do Governo Provisório (1930-1934). Primeiro, é evidenciado que a criação da citada agremiação decorreu da aliança entre líderes veteranos e novatos do movimento operário do Paraná. Segundo, cumpre destacar que essa grei teve êxito em recrutar correligionários em municípios do interior. Terceiro, demonstra-se que o fraco desempenho eleitoral e as celeumas entre dirigentes provocaram a extinção desse partido.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ABREU, Alzira Alves de. Dicionário histórico-biográfico da Primeira República. Rio de Janeiro: Ed. FGV, 2015.
ARAÚJO, Sílvia; CARDOSO, Alcina. Jornalismo e militância operária. Curitiba: Ed. UFPR, 1992.
BASTISTELLA, Alessandro. O Partido Trabalhista Brasileiro no Paraná (1945-1965). Curitiba: Ed. UFPR, 2016.
CARONE, Edgard. O movimento operário no Brasil (1877-1944). São Paulo: Difel, 1979.
GRANATO, Natália Cristina. O Poder Legislativo paranaense no contexto da Revolução de 1930: um estudo sobre os capitais familiares e políticos dos deputados estaduais e federais (1930 a 1937). Revista do Núcleo de Estudos Paranaenses. Curitiba: Universidade Federal do Paraná, v. 5, n. 1, p. 1-39, jun. 2019.
KAREPOVS, Dainis. A classe operária vai ao Parlamento: o Bloco Operário Camponês do Brasil (1924-1930). São Paulo: Alameda, 2006.
LAPUENTE, Rafael Saraiva. A luta pelo poder: a política gaúcha em perspectiva (1934-1937). Dissertação (Mestrado em História) – Programa de Pós-Graduação em História, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2016.
LESSER, Jeffrey. Negotiating national identity: immigrants, minorities and the struggle for ethnicity in Brazil, Durham: Duke University Press, 1999.
NOLL, Maria Izabel; TRINDADE, Hélgio. Estatísticas eleitorais do Rio Grande da América do Sul (1823-2002). Porto Alegre: Ed. UFRGS, 2004.
OLIVEIRA, Ricardo Costa de. Notas sobre a política paranaense no período de 1930 a 1945. Revista de Sociologia e Política. Curitiba: Universidade Federal do Paraná, v. 2, n. 9, p. 47-56, dez. 1997.
PRADO, Carlos Batista. Partidos e sindicatos: o PCB, a oposição de esquerda e o movimento operário no Brasil (1922-1936). Tese (Doutorado em História) – Programa de Pós-Graduação em História, Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2019.
PRADO, Maria Lígia Coelho. A democracia ilustrada: o Partido Democrático de São Paulo (1926-1934). São Paulo: Ática, 1986.
RICCI, Paolo (Org.). O Código Eleitoral de 1932 e o autoritarismo eleitoral dos anos 1930. Curitiba: Appris, 2019.
SCHMIDT, Benito Bisso. Os partidos socialistas na nascente República. In: FERREIRA, Jorge; REIS, Daniel Aarão. As esquerdas no Brasil: a formação das tradições (1889-1945). Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2007, p. 131-183.
SILVA, Estevão; SILVA, Thiago. Eleições no Brasil antes da democracia: o Código Eleitoral de 1932 e os pleitos de 1933 e 1934. Revista de Sociologia e Política. Curitiba: Universidade Federal do Paraná, v. 23, n. 53, p. 75-106, dez. 2015.
Publicado
2021-08-24
Como Citar
Gomes, S. A. (2021). Agremiação minoritária, líderes operários e desacordos internos. Revista História: Debates E Tendências, 21(3), 263 - 279. https://doi.org/10.5335/hdtv.21n.3.12072