Necropolítica austral: modernidade, guerra e nação na Argentina do século XIX

Palavras-chave: Argentina, Conquista do Deserto, Necropolítica

Resumo

O objetivo deste artigo é analisar a relação entre a noção de biopolítica, a guerra contra o indígena e a constituição nacional da Argentina no século XIX. Para isso, parte-se da concepção foucualtiana, calcada na reflexão da emergência de uma nova tecnologia de governo, a de “fazer viver, deixar morrer”, e procura-se cotejá-la e expandi-la com os escritos de Giorgio Agamben e a noção de necropolítica, cunhada por Achille Mbembe, já que é possível identificar, no caso argentino, a constituição de uma máquina de morte que visou, antes de garantir a vida, a destruição material dos corpos e populações humanos julgados como descartáveis e supérfluos. Esta análise terá seu foco na chamada “Conquista do deserto”, um ousado plano militar implementado pelo Estado argentino contra os indígenas no pampa.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

AGAMBEN, Giorgio. Homo sacer: o poder soberano e á vida nua I. Belo Horizonte: Humanitas, 2007.
ALBERDI, Juan Bautista. Bases e pontos de partida para a organização política da República Argentina. Rio de Janeiro: Imprensa Nacional, 1941.
________. Obras selecionadas. Tomo I. Buenos Aires: Librería de la Facultad, 1920.
ALTAMIRANO, Carlos & SARLO, Beatriz. Ensayos Argentinos: de Sarmiento a la vanguardia. Buenos Aires: Ariel, 1997.
ANTELO, Raul. Lindes, limites, limiares. In: Boletim de Pesquisa - NELIC: Edição Especial, vol.1 - Lindes / Fronteiras (2008).
______. Subjetividade, Extimidade. In: Boletim de pesquisa - NELIC. v. 9, no 14, Florianópolis, 2009.
BENTO, Berenice. Necrobiopoder: quem habita o Estado-nação. In: Cadernos de Pagu, 53, 2018.
BAUMAN, Zygmunt. Amor líquido: Sobre a fragilidade dos laços humanos. Rio de Janeiro, Jorge Zahar, 2004.
CASTRO, Edgardo. Giorgio Agamben: uma arqueologia de la potência. Buenos Aires/San Martin: UNSAM Edita, 2008.
COSTA, Laura Malosetti. El Rapto de la Cautiva: un tema de encuadre de la plástica rioplatense. In: II Jornadas de teoria e historia de las artes: articulación del discurso escrito com la producción artística en Argentina y Latinoamerica, siglos XIX y XX. Buenos Aires, CAIA-Contrapunto, 1990.
DERRIDA, Jacques. Gramatologia. São Paulo: Perspectiva, 1999.
______. Força de lei: o fundamento místico da autoridade. São Paulo: Martins Fontes, 2007.
DIENER, Pablo & COSTA, Maria de Fátima. A América de Rugendas: obras e documentos. São Paulo: Livraria Kosmos Editora, 1999.
ECHEVERRÍA, Esteban. Obras Escogidas. Caracas: Biblioteca Ayacucho, 1991.
_______. La Cautiva. Buenos Aires: Bureau Editor, 2005.
FOUCAULT, Michel. Em defesa da sociedade: curso no Collège de France (1975-1976). São Paulo: Martins Fontes, 1999.
_________. História da sexualidade: a vontade de saber. Vol 1. Rio de Janeiro: Graal, 1999.
HALE, Charles. Ideas políticas y sociales en América Latina, 1870-1930. In: BETHELL, Leslie (ORG). Historia de América Latina. 8. América Latina: cultura y sociedad, 1830-1930. Barcelona: Crítica, 2000.
KOSELLECK, Reinhart. Futuro Passado: contribuição à semântica dos tempos históricos. Rio de Janeiro: Contraponto, Editora Puc-RJ, 2006.
MARTINEZ-PINZÓN, Felipe; URIARTE, Javier. Entre el humo e la niebla: guerra e cultura en América Latina. Pittsburg: University Press, 2016.
MBEMBE, Achille. Necropolítica: seguido de sobre el governo privado indirecto. Santa Cruz de Tenerife, Melusina, 2011.
______. Crítica da razão negra. Portugal, Antígona, 2014.
SARMIENTO, Domingo Faustino. Facundo: civilizacion y barbarie. Venezuela: Ayacucho, 1977.
________. Viajes por Europa, África y América (1845 – 1847). Buenos Aires/Paris: ALLCA XX/UNESCO, 1993.
________. Conflicto y armonías de las razas en América. In: Obras completas, XXXVII. Buenos Aires: Universidad Nacional de La Matanza, 2001.
SOUZA, Fábio Feltrin de. Espectografias da Nação: o 'eu' e o ‘outro' no discurso fundacional da Argentina. In: Maria Bernadete Ramos Flores; Patrícia Peterle. (Org.). História e Arte: Imagem e Memória. 1aed.Campinas: Mercado das Letras, 2012.

________. O pampa argentino e a conquista do deserto: uma relação discursiva. Dimensões - Revista de História da UFES, 2015.

TERAN, Oscar. Historia de las ideas en la Argentina: Diez lecciones iniciales, 1810-1980. Buenos Aires: Siglo Veintiuno, 2008.

URIARTE, Javier. Viagem, guerra e consolidação nacional: as reminiscências do “perito” Moreno. Floema, ano VI, n. 6, p. 106-130, 2010.
VIÑAS, David. Indios, ejercito y frontera. Buenos Aires: Siglo XXI, 1982.
Publicado
2020-09-22
Como Citar
Feltrin Souza, F. (2020). Necropolítica austral: modernidade, guerra e nação na Argentina do século XIX. Revista História: Debates E Tendências, 20(3), 210-228. https://doi.org/10.5335/hdtv.20n.3.11659