Experiência histórica, catolicismo e resistência indígena camponesa: análise do processo de constituição do Neozapatismo em Chiapas

  • Émerson Neves da Silva Universidade do Vale do Rio dos Sinos
Palavras-chave: Catolicismo, Movimentos sociais, Neozapatismo

Resumo

O processo de modernização capitalista da agricultura do México, ocorrido a partir da década de 1970, intensificou os problemas agrários e sociais existentes no país, em especial no estado de Chiapas. O presente texto se ocupa com a análise do estabelecimento histórico do movimento indígena camponês denominado de “Neozapatismo”, formando o Exército Zapatista de Libertação Nacional, ramificação armada do movimento. O estudo aborda o tema a partir da experiência histórica que fomentou a gestação do Neozapatismo, sobretudo a contribuição do catolicismo ao movimento.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ALTMANN, Werner. A rebelião indígena de Chiapas: o anti-neoliberalismo orgânico da América Latina. In: BARSOTTI, Paulo; PERICÁS, Luiz Bernardo (Org). América Latina: história, ideias e revolução. São Paulo: Xamã, 1998.
ARELLANO, Alejandro Buenrostro Y. As raízes do fenômeno Chiapas: o já basta da resistência zapatista. São Paulo: Alfarrábio, 2002.
DE VOS, Jan. Una tierra para sembrar sueños. México/DF.: FCE, 2002.
EZLNa. Segunda declaração da selva Lacandona. México, Junho de 1994. In: GENARI, Emilio. Terra e liberdade: o grito de Zapata corre o mundo. (no prelo).
EZLNb. Terceira declaração da selva Lacandona. In: GENARI, Emilio. (no prelo)
EZLNc. Denúncia do massacre de Acteal. Dezembro de 1997. In: GENARI, Emilio. Terra e liberdade: o grito de Zapata corre o mundo. (no prelo)
EZLNd. V declaração da selva Lacandona. julho de 1998. In: GENARI, Emilio. Terra e liberdade: o grito de Zapata corre o mundo. (no prelo)
FUSER, Igor. México em transe. São Paulo: Scritta, 1995.
GADEA, Carlos. Acciones coletivas y modernidad. México: Unam, 2004.
GRUZINSKI, Serge. O pensamento mestiço. São Paulo: Cia. das Letras, 2001.
IANNI, Octavio. A era do globalismo. 2. ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1996.
LLANCAQUEO, Victor Toledo. Políticas indígenas y derechos territoriales en América Latina: 1990-2004. In: DÁVALOS, Pablo (Org.). Pueblos indígenas, estado y democracia. Buenos Aires: Clasco, 2005.
MÉXICO. Programa de certificación de derechos ejidales y titulación de solares. Disponível em: http://www.pa.gob.mx/Procede/info_procede.htm#definicion. Acesso em: 15 mar. 2007.
MÉXICO. XI censo de población y vivienda, 1999. v. 7, t. I.
MORENO, Jesus Maria. México, un pueblo testimonio: los índios y la nación en nuestra América. México/DF: Plaza y Valdés, 2001.
NAVARRO, Luis Hernández. Ciuadadanos iguales, ciudadanos diferentes. In: NAVARRO, Luis Hernández; HERERRA, Ramón Vera. Acuerdos de San Andrés. México: Era, 1998.
PIÑEIRO, Diego. En busca de la identidad: la acción coelctiva en los conflictos agrários. Buenos Aires: Clacso, 2004.
ROSSET, Peter. O bom, o mau e o feio: a política fundiária do Banco Mundial. In: MARTINS, Mônica Dias (Org.). O Banco Mundial e a terra: ofensiva e resistência na América Latina, África e Ásia. São Paulo: Viramundo, 2004.
SANTOS, Boaventura de Souza. A globalização e as ciências sociais. São Paulo: Cortez, 2002.
TANAKA, Laura Saldiva. A reforma agrária mexicana: do ejido à privatização. In: MARTINS, Mônica Dias (Org.). O Banco Mundial e a terra: ofensiva e resistência na América Latina, África e Ásia. São Paulo: Viramundo, 2004.
TENENBAUM, Ernesto Jorge. Movimientos populares en la historia de nuestra América. Buenos Aires: Sudamericana, 2006.
THOMPSON, E. P. A miséria da teoria. Rio de Janeiro: Zahar, 1981.
URZÚA, Guido Camú; TAULIS, Dauno Tótoro. EZLN: el ejército que salió de la selvas. 2. ed. México:/DF: Planeta, 1994.
URZÚA, Guido Camú. EZLN: el ejército que salió de la selva. 2. ed. México/DF: Planeta, 1994. CENTRO DE INFORMACIÓN Y ANÁLIS DE CHIAPAS. Chiapas em cifras: para entender Chiapas. México/DF: Ciach, 1997.
WASSERSTROM, Robert. Clase y sociedad en el centro de Chiapas. México: Fondo de Cultura Econômica, 1992.
WOMACK, John, Chiapas: el obispo de San Cristóbal y la revuelta zapatista. México: Cal y Arena, 1998.
Publicado
2020-04-29
Como Citar
da Silva, Émerson. (2020). Experiência histórica, catolicismo e resistência indígena camponesa: análise do processo de constituição do Neozapatismo em Chiapas. Revista História: Debates E Tendências, 20(2), 95-112. https://doi.org/10.5335/hdtv.20n.2.10927