Revista da Faculdade de Odontologia - UPF http://seer.upf.br/index.php/rfo <p>A RFO UPF é uma publicação quadrimestral dirigida à classe odontológica que tem por objetivo disseminar e promover o intercâmbio de informações científicas, divulgando artigos inéditos de investigação científica; resumos de teses, dissertações e monografias; relatos de casos clínicos e artigos de revisão sistemática que representam contribuição efetiva para a área do conhecimento odontológico.</p> Universidade de Passo Fundo pt-BR Revista da Faculdade de Odontologia - UPF 1413-4012 <p><a href="http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/" rel="license"><img style="border-width: 0;" src="https://i.creativecommons.org/l/by-nc-nd/4.0/88x31.png" alt="Licença Creative Commons"></a><br>Este periódico bem como seus artigos estão licenciados com a licença <a href="http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/" rel="license">Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional</a>.</p> RFO 25.n.3(2020) UPF http://seer.upf.br/index.php/rfo/article/view/13007 REV FO ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2021-09-30 2021-09-30 25 3 331 331 10.5335/rfo.v25i3.13007 O uso da artroscopia para diagnóstico e tratamento dos distúrbios internos da articulação temporomandibular http://seer.upf.br/index.php/rfo/article/view/11619 <p>Os desarranjos internos da articulação temporomandibular (ATM) são disfunções frequentes associadas a<br>importantes repercussões funcionais e dolorosas, como limitação de abertura bucal e ruídos articulares, que<br>podem provocar prejuízos à qualidade de vida do ser humano. Possuem etiologia multifatorial e são mais<br>frequentemente tratados conservadoramente através de fisioterapia, placas oclusais, psicoterapia, apoio farmacológico, apenas com o insucesso da terapia não cirúrgica é que as modalidades cirúrgicas são indicadas, em somente 2% a 5% dos casos. Dentre elas, a artroscopia se destaca como uma opção minimamente invasiva, com elevados índices de sucesso e baixas taxas de complicações, sendo um instrumento de alta sensibilidade que possibilita a visualização de diversas patologias intra-articulares, o diagnóstico e o tratamento desses distúrbios. Objetivo: revisar a literatura acerca das principais indicações da artroscopia no tratamento dos distúrbios internos da ATM, suas vantagens sobre as demais técnicas cirúrgicas e suas complicações. Considerações finais: a artroscopia é uma ferramenta eficiente e segura para o diagnóstico e o tratamento de diversos distúrbios internos da ATM em pacientes de diversas faixas etárias, destacando-se por seus altos índices de sucesso, menor tempo de internação e suas baixíssimas taxas de mortalidade.</p> Ana Rillory Cardoso de Almeida Eugênio Arcadinos Leite Sheinaz Farias Hassam Pollyana Soares Matos Poliana Crus Nascimento Letícia Carneiro de Lima Oliveira ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2021-09-30 2021-09-30 25 3 333 338 10.5335/rfo.v25i3.11619 Conhecimento científico produzido sobre a Síndrome da Ardência Bucal nos últimos cinco anos http://seer.upf.br/index.php/rfo/article/view/11641 <p>Objetivo: realizar revisão integrativa da literatura sobre a Síndrome da Ardência Bucal (SAB). Materiais e Método: trata-se de uma revisão integrativa da literatura sobre a SAB nos últimos cinco anos. Utilizou-se as bases de dados Medline, SciELO e Lilacs para a pesquisa, empregando de forma combinada os descritores relacionados à temática. Como critérios de inclusão, decidiu-se selecionar publicações sobre a temática que estivessem disponíveis para leitura em qualquer idioma dos últimos cinco anos. Foram excluídos os estudos sem relação com o tema. Resultados: após análise, apenas 42 estudos foram selecionados para esta revisão.A maior parte dos artigos era publicada em inglês, porém, foi o Brasil que apresentou o maior número depublicações. As pesquisas avaliadas demonstraram os seguintes resultados: o sexo feminino é o mais acometido; maior prevalência acima dos 60 anos; dor, queimação e xerostomia são os sintomas mais relatados. O laser foi bastante relatado como terapia, além do uso de fármacos. Conclusão: a revisão apresentada neste artigo constatou que a maioria dos artigos, apesar de oriundos do Brasil, foi publicada no idioma inglês. A maioria dos trabalhos destacou que indivíduos do sexo feminino acima dos 60 anos são mais acometidos. Pacientes com SAB apresentam dor e queimação em língua e palato, principalmente. Fatores psicológicos e gastrointestinais podem estar associados ao aparecimento desta síndrome, e os usos do laser e de fármacos fitoterápicos, ou não, parecem melhorar o quadro clínico dos indivíduos acometidos.</p> Igor Ferreira Borba de Almeida Vinicius da Silva Morais Ana Gabriela de Souza Vieira Rhayane da Conceição Monteiro Deybson Borba de Almeida ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2021-09-30 2021-09-30 25 3 339 347 10.5335/rfo.v25i3.11641 Compound odontoma causing impaction of primary tooth in a 4-year-old child: case report http://seer.upf.br/index.php/rfo/article/view/11712 <p>Objetivo: relatar um caso raro de impacção de um incisivo decíduo inferior pela presença de odontoma composto, bem como descrever a sua abordagem clínica. Relato de caso: paciente do sexo masculino, com 4 anos de idade, apresentava ausência do incisivo lateral decíduo inferior esquerdo.<br>O exame radiográfico mostrou impacção&nbsp;do incisivo não erupcionado próximo a estruturas radiopacas sugestivas de odontoma composto. O paciente foi acompanhado por dois anos, momento em que se realizou abordagem cirúrgica do caso. Após a cirurgia, a hipótese de diagnóstico de odontoma composto foi confirmada e com o acompanhamento ocorreu a erupção dos incisivos centrais permanentes inferiores. O paciente foi encaminhado para tratamento ortodôntico. Considerações finais: esse relato de caso aborda um caso raro de odontoma composto associado à não erupção de dente decíduo, uma vez que odontomas costumam ser detectados preferencialmente na segunda década de vida do paciente, sendo associados à impacção de dentes permanentes. Além disso, apresenta um protocolo de abordagem clínica para esses casos quando diagnosticados em idade precoce no paciente infantil.</p> Sabrina Pozatti Moure Natalia Matos Menezes Henrique Castilhos Ruschel Humberto Thomazi Gassen Simone Helena Ferreira ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2021-09-30 2021-09-30 25 3 348 353 10.5335/rfo.v25i3.11712 Concentração do fluoreto em dentifrícios distribuídos pelo serviço público em Salvador, Bahia http://seer.upf.br/index.php/rfo/article/view/11863 <p>Introdução: de acordo com a legislação brasileira, um dentifrício não pode conter mais que 1.500 ppm de<br>flúor total (FT), e o fabricante deve declarar na embalagem a concentração e o tipo de sal de flúor que o<br>produto contém. No entanto, para que possa exercer um efeito anticárie, o produto deve conter pelo menos<br>1.000 ppm F (mgF/kg) na forma quimicamente solúvel. Objetivo: avaliar as concentrações de flúor total (FT)<br>e flúor solúvel total (FST) em dentifrícios distribuídos pelo serviço público de saúde da cidade de Salvador,<br>Bahia. Materiais e métodos: três amostras de um dentifrício (MFP/CaCO3, 1.500 ppm F como FT) que estava<br>sendo distribuído pelo serviço público de saúde de Salvador, BA, foram obtidas. Como controle, foi utilizado<br>um dentifrício com a mesma formulação (1.450 ppm de FT) encontrado no comércio da cidade de Piracicaba,SP. As análises foram realizadas com eletrodo específico para fluoreto, empregando metodologia já validada e os resultados expressos em ppm F (mg F/kg). Resultados: em todas as amostras avaliadas, foram encontrados apenas 61,8 ppm F de FT, evidenciando que não foram fluoretadas, fato este nunca antes relatado no Brasil. De outro modo, no dentifrício utilizado como controle, havia 1404,7 ppm F de FT, do qual 1.270,0 ppm estavam solúveis (FST). Conclusão: os cremes dentais avaliados nesta pesquisa não são capazes de exercer um efeito anticárie, uma vez que não foram fluoretados. Esses dados mostram a urgência de modificação da regulamentação brasileira vigente e a necessidade de maior controle de qualidade desses produtos.</p> Isabella Belmonte Caetano de Souza Luís Fernando Bandeira Miranda Jaime Aparecido Cury Cintia de Vasconcellos Machado ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2021-09-30 2021-09-30 25 3 354 361 10.5335/rfo.v25i3.11863 Conceitos atuais sobre a performance clínica e principais falhas do tratamento restaurador com laminados cerâmicos: uma revisão da literatura http://seer.upf.br/index.php/rfo/article/view/12142 <p>O objetivo do presente estudo foi revisar a literatura dos últimos cinco anos e identificar os índices de sobrevivência, principais causas de falha relatadas e verificar a confiabilidade dos laminados cerâmicos como tratamento estético e funcional em longo prazo. Métodos: foi realizada uma busca ativa na Biblioteca Nacional de Medicina dos Estados Unidos (pubmed.ncbi.nlm.nih.gov), através da base de dados Medline, dos últimos cinco anos (2015-2020) na língua inglesa, utilizando os descritores: Laminate Veneers, Porcelain Laminate Veneers e Ceramic Laminate Veneers, que resultou em 35 artigos. Após a leitura dos resumos, foram excluídos 9 estudos que utilizaram laminados cerâmicos não produzidos em cerâmicas feldspáticas, ou vidro ceramizados reforçados por cristais de leucita, ou dissilicato de lítio. Foram selecionados 26 artigos categorizados como: relatos de caso, estudos clínicos, estudos in vitro e revisões de literatura. Resultados: os estudos apontaram índices de sobrevivência de 100%, após 2 anos de cimentação, até valores superiores a 80%, após 14 anos. As três principais causas de falhas apontadas foram: desadaptação de marginal (37%), pigmentação das margens (30%) e fratura ou lascamento das restaurações (3%). Considerações finais: dentro das limitações do estudo, foi possível concluir que as principais causas de falha estão associadas às margens da restauração, no entanto, os laminados cerâmicos podem atingir índices elevados de sobrevivência mesmo 14 anos após a cimentação, mostrando um alto nível de confiabilidade.</p> Giovanna Gioppo Correa Isadora Fontes Pereira Ana Luisa da Silva Gauger Letícia Bohn Jung Alan Pedro Valduga Luciano de Souza Gonçalves ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2021-09-30 2021-09-30 25 3 362 369 10.5335/rfo.v25i3.12142 Utilização do BIO-C TEMP® como medicação intracanal em tratamento de um dente permanente avulsionado e reimplantado tardiamente: relato de caso http://seer.upf.br/index.php/rfo/article/view/11188 <p>A avulsão dentária consiste no completo deslocamento traumático do dente do interior de seu alvéolo, ocasionando rompimento do suprimento sanguíneo e fibras periodontais. O reimplante imediato é considerado como melhor conduta, porém, nem sempre é possível. Quando necessário o tratamento endodôntico, é desejável que se utilizem materiais com boas propriedades biológicas e principalmente uma medicação intracanal biocompatível e que estimule a reparação tecidual. Objetivo: relatar um caso clínico de tratamento endodôntico utilizando um material à base de silicato de cálcio como medicação intracanal em um dente permanente avulsionado e reimplantado tardiamente. Relato de caso: paciente do gênero masculino, 13 anos de idade, compareceu à clínica odontológica com o dente 12 avulsionado. O dente permaneceu fora da cavidade oral por cerca de 30 minutos e o meio de armazenamento foi soro fisiológico. Após a limpeza e o reposicionamento do elemento dentário, fez-se necessária a instalação da contenção com fio semirrígido.Posteriormente, o tratamento endodôntico foi realizado, no qual a medicação intracanal de escolha foi o BIO-C TEMP®, sendo realizada a proservação por 24 meses. Consideração final: o uso de um material à base de silicato de cálcio que possui propriedades biológicas importantes e formulação “pronta para uso” pode ser uma alternativa promissora como medicação intracanal em dentes traumatizados.</p> Laila Signorelli Maluf Marcos Coelho Santiago Priscila F. Paim Leandro Nascimento Rodrigues dos Santos Rodrigo Nogueira Aucélio ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2021-09-30 2021-09-30 25 3 370 377 10.5335/rfo.v25i3.11188 Aumento da hiperdensidade da cortical óssea línguo-basal após radioterapia em região de cabeça e pescoço: relato de caso http://seer.upf.br/index.php/rfo/article/view/11226 <p>Objetivo: relatar um caso de aumento da hiperdensidade da cortical óssea línguo-basal pós-radioterapia em<br>região de cabeça e pescoço por meio de avaliação imaginológica. Relato de caso: paciente do sexo feminino,<br>80 anos, procurou tratamento odontológico com a finalidade de reabilitação oral com implantes dentários.<br>Na anamnese, relatou histórico de carcinoma espinocelular em regiões distintas da cavidade oral. No exame<br>clínico, notou-se que a paciente era edêntula total e foi solicitado um exame de tomografia computadorizadade feixe cônico. Foi observado, na região anterior inferior, aumento da hiperdensidade da cortical óssea línguo-basal, com osso compacto mais espesso, achado incomum na literatura após radioterapia. Considerações finais: os efeitos da radioterapia em mandíbula estão relatados na literatura. No caso clínico em questão, detectou-se uma alteração pouco notada em pacientes submetidos à radioterapia, fazendo surgir novos questionamentos, sendo eles sobre o diagnóstico dessa modificação na estrutura óssea e suas repercussões.</p> Matheus Sampaio de Oliveira Sofia Seabra Simone Guimarães Paula Chandretti Eduardo Vilela ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2021-09-30 2021-09-30 25 3 378 383 10.5335/rfo.v25i3.11226 Use of audiovisual media to enhance patients' knowledge regarding the oral adverse effects of oncology treatment http://seer.upf.br/index.php/rfo/article/view/11252 <p>Objetivo: o presente estudo teve como objetivo avaliar a eficácia de alternativas didáticas, como a mídia audiovisual, na transmissão de informações sobre os efeitos adversos orais do tratamento oncológico em pacientes com câncer. Métodos: pacientes oncológicos foram divididos aleatoriamente em dois grupos: grupo controle (n = 40) e grupo audiovisual (n = 36). O grupo controle recebeu informações verbais sobre os efeitos colaterais orais do tratamento do câncer. Por outro lado, o grupo audiovisual recebeu a mesma informação verbal, juntamente com uma apresentação ilustrativa de mídia audiovisual. Além disso, foram aplicados questionários sobre o assunto antes e após a intervenção da equipe odontológica. Resultados: o presente estudo empregou o teste exato de Fisher para análise estatística, e os resultados mostraram similaridade estatística entre os dois grupos (P &gt; 0,05). Ambas as abordagens educacionais alcançaram o objetivo pretendido. Conclusão: um diálogo bem conduzido pode criar uma compreensão adequada entre pacientes com câncer, melhorando a sua adaptação. Opcionalmente, o uso de técnicas inovadoras, como recursos audiovisuais, pode ser uma alternativa acessível e eficiente, que também pode ser usada na educação desses pacientes. Dessa forma, vídeos educacionais podem ser usados para melhorar a compreensão dos pacientes, a adesão a esquemasterapêuticos e a qualidade de vida, além de contribuir para um melhor prognóstico.</p> <p>&nbsp;</p> Mailon Cury Carneiro Milenka Gabriela Quenta Huayhua Bruna Trofino Garcia Gabriel Mulinari dos Santos Paulo Sérgio da Silva Santos Cássia Maria Fischer Rubira ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2021-09-30 2021-09-30 25 3 384 390 10.5335/rfo.v25i3.11252 Marsupialização de cisto dentígero após traumatismo http://seer.upf.br/index.php/rfo/article/view/11596 <p>Objetivo: as causas mais comuns das alterações na dentição permanente são os traumatismos alvéolo-dentários (TAD) na dentição decídua, ultrapassando, inclusive, as incidências de cárie ou doença periodontal. Estes podem levar a hipoplasia de esmalte, alterações na morfologia dentária e desenvolvimento de cistos, como o cisto dentígero, considerando ainda que o tratamento desta ocorrência diverge ao tratar da dentição decídua e não da permanente. O objetivo deste trabalho é ilustrar essas características e como elas podem ser manejadas através de um relato de caso. Relato de caso: no caso em questão, ocorreu o desenvolvimento de um cisto dentígero de grandes dimensões após traumatismo alvéolo-dentário em dentição decídua na região anterior da maxila com retenção de três dentes permanentes. Foram discutidas as formas terapêuticas para tal situação clínica, bem como a possibilidade de uma abordagem multidisciplinar da cirurgia-ortodontia. Considerações finais: os TADs na dentição decídua devem ser bem diagnosticados e tratados, visando a prevenção de sequelas na dentição permanente.</p> Sheinaz Farias Hassam Gabriel Fernandes Monteiro Antônio Varela Câncio Cinthia Coelho Simões Jener Gonçalves de Farias Juliana Andrade Cardoso ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2021-09-30 2021-09-30 25 3 391 395 10.5335/rfo.v25i3.11596 Planejamento digital para cirurgia de aumento de coroa clínico estético - relato de caso http://seer.upf.br/index.php/rfo/article/view/11669 <p>A exposição excessiva de gengiva durante o sorriso é denominada como sorriso gengival. O fator etiológico<br>dessa alteração é variado e sua identificação é fundamental para confecção de um plano de tratamento<br>eficaz. O planejamento clínico pode ser realizado utilizando uma abordagem dinâmica e digital do sorriso.<br>Sendo assim, software, exames imaginológicos, modelo virtual 3D e guia cirúrgico aumentam a qualidade e<br>a precisão do tratamento, trazendo inúmeros benefícios para o paciente. Objetivo: demonstrar a importância do fluxo digital no planejamento e na correção do sorriso gengival. Relato de caso: paciente apresentou queixas em relação ao tamanho dos dentes e ao excesso de exposição de gengiva durante o sorriso. Após exames clínico e radiográfico, foi possível realizar o diagnóstico do fator etiológico como erupção passiva alterada (EPA). O tratamento de escolha foi o recontorno gengival associado à realização de osteotomia e osteoplastia. Para uma maior precisão do tratamento, foi confeccionado um guia cirúrgico duplo. Após o procedimento, a paciente foi orientada e medicada. Considerações finais: a abordagem digital do sorriso favoreceu um tratamento cirúrgico preciso, eficaz e satisfatório para a paciente, reestabelecendo assim a harmonia dento-gengivo-facial.</p> Iuri Dornelas Prates Freitas Isadora Rabello de Almeida Amanda Pinheiro Lopes Luiz Paulo Carvalho Rocha Simone Angélica de Faria Carvalho ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2021-09-30 2021-09-30 25 3 396 403 10.5335/rfo.v25i3.11669 Previsibilidade de reabilitações de maxilas edêntulas com a técnica all-on-four: revisão de literatura http://seer.upf.br/index.php/rfo/article/view/12224 <p>Objetivo: avaliar a previsibilidade das reabilitações de maxilas edêntulas através da técnica all-on-four, mensurada pelas tensões sobre implantes em estudos laboratoriais e sobrevida de próteses, perda óssea marginal e sucesso dos implantes em estudos clínicos. Revisão de literatura: foi executada uma busca na literatura nas bases de dados Lilacs, SciELO e PubMed/Medline, utilizando termos relacionados ao tema, sem restrição temporal e adaptados para cada base. As buscas foram realizadas por um único examinador no período de setembro a novembro de 2019. Após a leitura crítica dos 21 artigos selecionados, constata-se que existem vários estudos com muitos delineamentos que avaliaram a previsibilidade mensurada de várias formas. Considerações finais: diante das evidências científicas encontradas, a reabilitação de maxilas edêntulas com a técnica all-on-four demonstra ser previsível e estável. Estudos retrospectivos, prospectivos e revisões sistemáticas relatam altos índices de sucesso, baixa perda óssea marginal, embasando o uso da técnica all-on-four na odontologia.</p> Patricia Kolling Marquezan Felipe Borsa Lago Rodrigo Moreira Bringel da Costa Patricia Hamester ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2021-09-30 2021-09-30 25 3 404 409 10.5335/rfo.v25i3.12224 Avaliação das propriedades físicas e biológicas de cimentos de ionômero de vidro convencionais http://seer.upf.br/index.php/rfo/article/view/13333 <p>Objetivo: avaliar as propriedades físicas e biológicas<br>dos cimentos de ionômero de vidro convencionais<br>(CIVs). Metodologia: foram avaliados<br>os seguintes CIVs: Fuji IX (GC Europe, Bélgica),<br>Ketac Molar (3M ESPE, Estados Unidos), Maxxion<br>R (FGM, Brasil) e Vitro Molar (Nova DFL, Brasil).<br>O tempo de presa, a alteração dimensional, a radiopacidade,<br>a sorção e a solubilidade em água<br>foram avaliados para todos os materiais. A resistência<br>à compressão foi analisada em intervalos<br>de 1h, 24h, 7 dias e 28 dias; e liberação de íons<br>fluoreto em 3h, 24h e 72h. A viabilidade celular<br>foi avaliada após 24 e 48 horas com células<br>de fibroblastos. A análise estatística foi realizada<br>por meio do software SigmaPlot 12 (Systat Inc,<br>San Jose, CA, EUA), com nível de significância<br>estabelecido em α = 0,05. Resultado: apenas o<br>Fuji IX teve um tempo de presa dentro da faixa<br>recomendada pela Especificação Padrão da ADA<br>96 (2012), não superior a 6 minutos. Vitro Molar<br>e Maxxion R apresentaram radiopacidade que<br>não estava de acordo com a especificação ADA<br>96 (2012). Maxxion R e Vitro Molar mostraram<br>uma alteração dimensional estatisticamente semelhante.<br>Quanto às propriedades mecânicas, o<br>Fuji IX foi o único CIV que apresentou aumento<br>da resistência à compressão durante o período de<br>avaliação de 28 dias. O Ketac Molar apresentou a<br>maior viabilidade celular, enquanto o Maxxion R<br>apresentou citotoxicidade severa e o maior valor<br>cumulativo de liberação de flúor. Conclusão: Fuji<br>IX e Ketac Molar apresentaram as propriedades físicas<br>e biológicas mais adequadas entre os CIVs<br>avaliados.</p> REV FO ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2022-02-13 2022-02-13 25 3 410 419 10.5335/rfo.v25i3.13333 Relação entre os músculos masseter e esternocleidomastoideo nas situações de flexão e rotação da coluna cervical, em mastigação e máxima intercuspidação habitual, analisados através da atividade eletromiográfica http://seer.upf.br/index.php/rfo/article/view/13334 <p>Na atualidade, com as frequentes inovações tecnológicas agregadas aos telefones celulares favorecendo<br>seu uso excessivo, altos níveis de estresse e o ritmo acelerado da vida, inconscientemente, as pessoas têm<br>adotado novas e diferentes posturas corporais, que direta ou indiretamente interferem na posição da coluna<br>vertebral. Um importante músculo postural do pescoço é o esternocleidomastoideo, cuja relevante função é<br>a de estabilizar. Objetivo: analisar a possível relação entre os músculos masseter e esternocleidomastoideo,<br>em diferentes posições da cabeça e da coluna cervical, nas situações de mastigação, repouso e máxima<br>intercuspidação habitual. Metodologia: os dados foram coletados inicialmente com cabeça e coluna eretas,<br>em repouso e em máxima intercuspidação habitual. Em seguida, coletou-se, sempre em mastigação, com a<br>cabeça e a coluna eretas, inclinadas para frente, para trás, para direita, para esquerda, giradas para direita e<br>para esquerda. Todos os momentos de coleta de dados ocorreram por 5 segundos em cada posição. Resultados:<br>nota-se um aumento na atividade elétrica do músculo esternocleidomastoideo quando a mastigação<br>acontece com a cabeça e a coluna fora da posição ereta. Em algumas posições da cabeça, esse aumento, em<br>valores absolutos, não é observado de forma relevante no sexo feminino, sendo notado no masculino. Conclusões:<br>existe uma relação de trabalho entre os músculos masseter e esternocleidomastoideo. Essa relação<br>sugere que o segundo músculo trabalha na tentativa de estabilizar a cabeça para otimizar o ato mastigatório,<br>ação essa notadamente encontrada no sexo masculino e de forma menos ativa no sexo feminino.</p> REV FO ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2022-02-13 2022-02-13 25 3 420 428 10.5335/rfo.v25i3.13334 A influência do eugenol na microdureza de duas resinas compostas comerciais http://seer.upf.br/index.php/rfo/article/view/13331 <p>Objetivo: avaliar, in vitro, a dureza superficial e profunda de dois tipos diferentes de resina composta, quando<br>em contato com o cimento de óxido de zinco e eugenol (IRM®). Métodos: foram selecionadas as resinas<br>Charisma® e Vittra® e confeccionados 80 corpos de prova, sendo 40 para cada marca de compósito, que<br>foram divididos em oito grupos (n=10) conforme o contato (imediato, 7 dias, 14 dias) ou não (grupo controle)<br>com o eugenol. Colocou-se num pote dappen uma porção de IRM e um espécime de resina pronto, que,<br>após a presa do material restaurador temporário e a remoção do exemplar colocado, gerou o molde para<br>realização das amostras em contato com o eugenol, sendo armazenado em água em temperatura ambiente,<br>para os subgrupos 7 e 14 dias. Em sequência, foi inserido um único incremento de resina composta e polimerizado<br>por 40 segundos, gerando os espécimes que foram armazenados em local seco para serem submetidos<br>ao teste de microdureza Vickers sob uma carga de 300 gramas, com tempo de penetração de 10 segundos.<br>Os dados obtidos foram analisados pelo teste ANOVA, a um nível de significância de p&lt;0,05. Resultados:<br>somente o grupo da resina Charisma® que teve contato imediato com eugenol não atingiu 80% de dureza<br>profunda em relação à superficial. Entretanto, para todos os grupos analisados, tanto a dureza superficial<br>quanto a profunda aumentaram após o contato com o eugenol em relação ao grupo controle. Conclusão: o<br>eugenol não influenciou negativamente a dureza das resinas compostas.</p> REV FO ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2022-02-13 2022-02-13 25 3 429 435 10.5335/rfo.v25i3.13331 Avaliação da qualidade do sono em acadêmicos da Universidade Federal do Ceará – Campus Sobral http://seer.upf.br/index.php/rfo/article/view/13335 <p>Introdução: o sono é essencial à sobrevivência e sua função principal é a restauração física e mental. Objetivo:<br>avaliar a qualidade do sono em alunos de graduação matriculados em cursos de diferentes áreas da<br>Universidade Federal do Ceará – Campus Sobral. Métodos: estudo transversal que investigou a qualidade do<br>sono em alunos de Engenharia Elétrica, Odontologia e Música, por meio da aplicação de questionários: Índice<br>de Qualidade do Sono de Pittsburgh e Escala de Sonolência de Epworth. Os dados foram decodificados<br>no programa Microsoft Office Excel e expressos em frequência absoluta ou relativa no software GraphPad<br>Prism 5. Resultados: a frequência de boa qualidade de sono foi de 32,67%; de qualidade ruim, 45,54%; e<br>21,78% pontuaram em distúrbios do sono. A Engenharia apresentou maior qualidade de sono ruim (54,55%)<br>e distúrbio do sono (27,27%); a Odontologia, 44,93% de qualidade de sono ruim; já no curso de Música, a<br>boa qualidade do sono foi consideravelmente alta (53,97%) em relação aos demais. Os piores índices foram<br>do início e do meio da graduação, sendo elevados para sonolência diurna excessiva em todos os cursos.<br>Conclusão: acadêmicos, principalmente de Odontologia e Engenharia Elétrica, apresentaram qualidade de<br>sono ruim, altas prevalências de distúrbios do sono e sonolência diurna excessiva.</p> REV FO ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2022-02-13 2022-02-13 25 3 436 442 10.5335/rfo.v25i3.13335 Influência do posicionamento mandibular na acurácia e confiabilidade de medidas lineares em tomografia computadorizada de feixe cônico utilizando diferentes voxels e dois softwares http://seer.upf.br/index.php/rfo/article/view/13336 <p>Objetivo: este estudo avaliou a acurácia e confiabilidade<br>das medidas lineares em exames de<br>tomografia computadorizada de feixe cônico<br>(TCFC), em dois softwares, utilizando diferentes<br>voxels e variando o posicionamento da mandíbula.<br>Material e Métodos: 10 imagens de TCFC de<br>mandíbulas humanas com 25 pontos foram obtidas,<br>usando diferentes protocolos de aquisição<br>(0.250, 0.300, 0.400-mm voxels) e orientações da<br>mandíbula (centralizada, rotacionada 10° lateralmente<br>para direita e esquerda, inclinada 10° para&nbsp;cima e para baixo); 14 medidas foram realizadas<br>nas reconstruções multiplanares nos softwares XoranCat<br>e OsiriX. Os achados foram comparados<br>com as medidas físicas através de um paquímetro<br>digital. O teste ANOVA e o coeficiente de correlação<br>foram utilizados com p &lt; 0,05. Resultados:<br>não houve diferença estatisticamente significante<br>quando as medidas foram comparadas em aquisições<br>com diferentes tamanhos de voxels em<br>ambos os softwares. A posição da mandíbula não<br>influenciou nas medidas. Nenhuma diferença foi<br>encontrada quando os valores foram comparados<br>entre os softwares e o paquímetro digital. Conclusão:<br>as medidas lineares em ambos os softwares<br>foram confiáveis e acurados comparados a mensuração<br>física em todos os protocolos. A acurácia<br>e a confiabilidade das mensurações não influenciaram<br>de acordo com as variações de posicionamento<br>da mandíbula.</p> REV FO ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2022-02-13 2022-02-13 25 3 443 451 10.5335/rfo.v25i3.13336 Aspectos emocionais, apoio social e funcionalidade bucal de idosos robustos e residentes em instituição de longa permanência http://seer.upf.br/index.php/rfo/article/view/13337 <p>Objetivo: analisar as questões envolvendo aspectos emocionais e o acesso à informação, escuta qualificada,<br>componentes do macroconceito de apoio social e suas relações com condições sociodemográficas e de funcionalidade<br>bucal em idosos robustos e independentes moradores de uma instituição de longa permanência.<br>Métodos: estudo descritivo observacional e transversal. Para coleta dos dados, foi aplicado o instrumento<br>Escala de Apoio Social e, para análise dos dados, foi proposto um desfecho composto representando o apoio<br>social recebido e análises bivariadas para observação de associações significantes entre o desfecho e as variáveis<br>sociodemográficas e de funcionalidade bucal. Resultados: a prevalência da percepção positiva do apoio<br>foi de 54,4%, e é maior em idosos com idade variando entre 60-79 anos e com menor número de dentes.<br>Conclusão: questões emocionais e de informação aos idosos, concebidas por meio das relações interpessoais<br>dentro de uma instituição de longa permanência, precisam ser acessadas por idosos com dentição funcional<br>e em idades mais avançadas.</p> REV FO ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2022-02-13 2022-02-13 25 3 452 458 10.5335/rfo.v25i3.13337 Diagnóstico de mieloma múltiplo pelo cirurgião-dentista: relato de caso http://seer.upf.br/index.php/rfo/article/view/13330 <p>Objetivo: o mieloma múltiplo é uma neoplasia maligna progressiva de células B, caracterizada pela proliferação<br>desregulada e clonal de plasmócitos na medula óssea. O presente trabalho tem como objetivo descrever<br>um caso clínico de mieloma múltiplo diagnosticado pelo cirurgião-dentista. Descrição do caso: paciente de<br>60 anos, sexo feminino, compareceu à Clínica-escola de Odontologia da Universidade Estadual de Feira de<br>Santana, Bahia, Brasil, cuja queixa principal era: “Tô sentindo uma dor dentro da boca parece que minha<br>boca soltou”. Na história da doença atual, a paciente relatou que há cerca de dois meses, ao mastigar alimentos<br>de consistência dura, observou um estalido e que, a partir de então, a sensação era de uma luxação de<br>articulação temporomandibular, porém, com uma sintomatologia dolorosa branda. Na história médica, foi<br>relatado que há 3 anos vem apresentando sinais de dor nos ossos, letargia, disfagia, anemia, perda de peso e<br>mal-estar crônico. No exame físico extrabucal, foi observado aumento de volume em região de corpo mandibular<br>esquerdo e na clavícula direita. No exame físico intrabucal, foi observado um pequeno aumento de<br>volume na mandíbula do lado esquerdo. Foram solicitados exames de imagem e foi realizada biópsia incisional.<br>Diante do quadro clínico, imaginológico e histológico, chegou-se ao diagnóstico de mieloma múltiplo.<br>Conclusão: é de suma importância conhecer o comportamento clínico epidemiológico do mieloma múltiplo,<br>para que seja realizado um diagnóstico oportuno, abrangente e precoce, com o objetivo de melhorar o prognóstico<br>e a sobrevida do paciente.</p> REV FO ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2022-02-13 2022-02-13 25 3 459 466 10.5335/rfo.v25i3.13330 Coronectomia – alternativa à exodontia de terceiros molares inferiores http://seer.upf.br/index.php/rfo/article/view/13329 <p>Objetivo: relatar um caso clínico de coronectomia com acompanhamento pós-operatório de 15 meses. Relato<br>de caso: a coronectomia é uma alternativa de tratamento para terceiros molares inferiores (3MI) impactados<br>que apresentam proximidade com o canal mandibular, minimizando o risco de morbidade neurossensorial.<br>A técnica consiste em remover apenas a coroa dentária (na junção amelocementária) com retenção<br>intencional das raízes e da polpa, evitando o dano direto ou indireto ao nervo alveolar inferior (NAI). O<br>procedimento foi realizado em paciente adulto do gênero masculino com 3MI impactados. A radiografia panorâmica<br>mostrava o escurecimento dos ápices radiculares, sugerindo íntima relação das raízes com o canal<br>mandibular. No acompanhamento pós-operatório imediato, o paciente retornou sem sintomatologia dolorosa,<br>sem edema facial significativo, apresentando boa cicatrização e sem relato de perda de sensibilidade nem<br>de disfunção mastigatória. No acompanhamento radiográfico, foi verificada neoformação óssea adjacente<br>aos remanescentes radiculares. Considerações finais: a coronectomia mostrou-se um procedimento simples,<br>eficaz e seguro para diminuir o risco de injúria ao NAI durante o tratamento dos 3MI.</p> REV FO ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2022-02-13 2022-02-13 25 3 467 473 10.5335/rfo.v25i3.13329 Perfil dos usuários e necessidades odontológicas dos pacientes atendidos nas clínicas odontológicas da Universidade Franciscana – Santa Maria, RS http://seer.upf.br/index.php/rfo/article/view/13338 <p>Objetivo: o modelo de uso de serviços de saúde de um determinado grupo populacional é, em grande parte, explicado<br>por seu perfil de necessidades em saúde. O conhecimento deste é importante para estabelecer o modo<br>como a atenção odontológica será ofertada. Métodos: realizou-se um estudo retrospectivo a partir de dados secundários<br>(prontuários) (n=381) de pacientes atendidos nas clínicas odontológicas da Universidade Franciscana<br>(UFN) de Santa Maria, RS. Os dados deste estudo foram obtidos através da análise dos prontuários de pacientes<br>atendidos nas clínicas odontológicas da UFN entre os anos de 2005 e 2019. Apenas prontuários com a assinatura<br>do paciente ou responsável foram inseridos neste trabalho. Para a obtenção dos dados, foi construído um<br>instrumento de coleta, sendo obtidas informações sociodemográficas (idade, sexo, cor, estado civil, profissão e<br>local de residência) e sobre o estado de saúde (doenças sistêmicas, uso de medicação, perfil de saúde bucal e<br>CPO-D). Cada sujeito selecionado recebeu uma codificação que garantiu seu anonimato. A análise estatística<br>foi do tipo descritiva e foi realizada em software estatístico. Resultados: a maioria dos pacientes atendidos era<br>do sexo feminino (68,5%), sendo que a faixa etária mais prevalente foi entre 31 e 50 anos (44,5%). A maioria<br>dos pacientes eram estudantes (20,3%), seguidos de trabalhadores do lar (10,9%) e aposentados (7,8%).<br>A queixa principal mais reportada foi a dor de dente (25,2%). Nos resultados deste trabalho, a presença de<br>doença preexistente foi reportada por 87 (22,8%) pacientes, sendo todas classificadas como doenças crônicas,<br>de acordo com a classificação proposta por Murow e Oglesby13 (1996); a mais prevalente foi problemas alérgicos,<br>69 (18,1%), seguidos por problemas respiratórios, 42 (11%), e problemas gástricos, 39 (10%). A utilização<br>de medicação de uso contínuo foi relatada por 150 (39,3%) pacientes. Conclusão: os pacientes das clínicas<br>odontológicas da UFN de Santa Maria, RS, são, em sua maioria, estudantes, aposentados e trabalhadores do lar,<br>sendo a dor e a fratura dentária as principais queixas dos usuários. Dessa maneira, acredita-se que os discentes<br>da instituição devem estar aptos a realizarem atendimentos de caráter emergencial. O conhecimento do manejo<br>odontológico de pacientes com doenças crônicas não transmissíveis deve ser uma preocupação para daqui<br>alguns anos, visto que o envelhecimento da população é esperado para os próximos 30 anos.</p> REV FO ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2022-02-13 2022-02-13 25 3 474 480 10.5335/rfo.v25i3.13338