Produção especializada no SUS em capitais brasileiras com centros de especialidades odontológicas: uma análise descritiva

  • Alissa Schmidt San Martin
  • Ketlen Conde
  • Luane Morales
  • Marcos Britto Corrêa
  • Marcus Cristian Muniz Conde
  • Luiz Alexandre Chisini Universidade do Vale do Taquari Universidade Federal de Pelotas
Palavras-chave: Avaliação dos serviços de saúde, Especialidades odontológicas, Saúde bucal, Saúde pública, Serviços de saúde bucal

Resumo

 Centros de especialidades odontológicos (CEOs) são es­tabelecimentos de saúde de âmbito especializado que devem realizar uma quantidade mínima de procedi­mentos. Objetivos: descrever a produção odontológica especializada e reportar o cumprimento das metas nas capitais brasileiras com CEOs. Materiais e método: foi conduzido um estudo do tipo longitudinal retrospecti­vo, sendo realizada uma busca por CEOs cadastrados no Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (CNES). A produção odontológica foi pesquisada no Sis­tema de Informações Ambulatoriais do Sistema Único de Saúde (SIASUS), de maio de 2015 a abril de 2016. Resultados: foram encontrados e considerados elegíveis para o presente estudo 59 CEOs, localizados em 19 ca­pitais brasileiras e no Distrito Federal, sendo 48% CEOs tipo II. Cerca de 730 mil procedimentos especializados foram realizados durante os 12 meses avaliados. Uma taxa de 86% das metas foi cumprida, sendo que cirurgia foi a área com maior cumprimento (92%), seguida de periodontia (89%) e endodontia (76%). Uma das capi­tais apresentou apenas 33% das metas cumpridas. Três capitais não atingiram nenhuma das metas estabeleci­das em procedimentos de endodontia. Conclusão: foi observada uma grande variação no cumprimento das metas entre as capitais com CEOs. Enquanto algumas capitais apresentaram elevado cumprimento das metas, outras exibiram dados preocupantes, principalmente nos procedimentos de endodontia.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Pucca GA Jr., Gabriel M, de Araujo ME, de Almeida FC. Ten years of a National Oral Health Policy in Brazil: innovation, boldness, and numerous challenges. J Dent Res 2015; 94(10):1333-7.

Machado CV, Baptista TW, Nogueira C de O. Health policies in Brazil in the 2000s: the national priority agenda. Cad Saude Publica 2011; 27(3):521-32.

Brasil. Ministério da Saúde. Fundação Nacional de Saúde. Programa de Saúde da Família. Saúde dentro de Casa. Brasília, DF: Ministério da Saúde; 1994.

Soares CL. Constructing public oral health policies in Brazil: issues for reflection. Braz Oral Res. 2012; 26(Suppl 1):94-102.

Nickel DA, Lima FG, Bidigaray da Silva B. Dental care models in Brazil. Cad Saude Publica. 2008; 24(2):241-6.

Paim J, Travassos C, Almeida C, Bahia L, Macinko J. The Brazilian health system: history, advances, and challenges. Lancet 2011; 377(9779):1778-97.

Correa GT, Celeste RK. Association between coverage by oral health teams in the family health and the increase in dental care output in Brazilian municipalities, 1999 and 2011. Cad Saude Publica 2015; 31(12):2588-98.

Pires ALC, Gruendemann JLAL, Figueiredo GS, Conde MCM, Corrêa MB, Chisini LA. Secondary oral health care in the state of Rio Grande do Sul: descriptive analysis of the specialized production in cities with Dental Specialty Centers from the Outpatient Information System of the Unified Health System. RFO UPF 2015; 20(3):325-33.

Brasil. Ministério da Saúde. Portaria nº 1.464, de 24 de junho de 2011. Altera o Anexo da Portaria nº 600/GM/MS, de 23 de março de 2006, que institui o financiamento dos Centros de Especialidades Odontológicas (CEO). Brasília, DF: Diário Oficial União; 2011.

Goes PS, Figueiredo N, Neves JC, Silveira FM, Costa JF, Pucca Junior GA, et al. Evaluation of secondary care in oral health: a study of specialty clinics in Brazil. Cad Saude Publica 2012; 28(Suppl):s81-9.

Scherer CI, Scherer MD. Advances and challenges in oral health after a decade of the "Smiling Brazil" Program. Rev Saude Publica 2015; 49.

Celeste RK, Moura FR, Santos CP, Tovo MF. Analysis of outpatient care in Brazilian municipalities with and without specialized dental clinics, 2010. Cad Saude Publica 2014; 30(3):511-21.

Freire M do C, Reis SC, Figueiredo N, Peres KG, Moreira R da S, Antunes JL. Individual and contextual determinants of dental caries in Brazilian 12-year-olds in 2010. Rev Saude Publica 2013; 47(Suppl 3):40-9.

Hugo FN, Vale GC, Ccahuana-Vasquez RA, Cypriano S, de Sousa M da L. Polarization of dental caries among individuals aged 15 to 18 years. J Appl Oral Sci 2007; 15(4):253-8.

Seerig LM, Nascimento GG, Peres MA, Horta BL, Demarco FF. Tooth loss in adults and income: Systematic review and meta-analysis. J Dent 2015; 43(9):1051-9.

Cortellazzi KL, Balbino EC, Guerra LM, Vazquez F de L, Bulgareli JV, Ambrosano GM, et al. Variables associated with the performance of Centers for Dental Specialties in Brazil. Rev Bras Epidemiol 2014; 17(4):978-88.

Kitamura ES, Bastos RR, Palma PV, Leite ICG. Patient satisfaction evaluation at the Specialized Dental Centers in the Southeast Macro-region of Minas Gerais, Brazil, 2013. Epidemiol Serv Saúde 2016; 25(1):137-48.

Artigas PID, Oliveira EA, Júnior FBP, Sardinha SC, Andrade MGS. Investigação de fatores que limitam a autonomia de pacientes do SUS no processo de decisão de sua integridade bucal. R Ci Méd biol 2007; 6(3):316-23.

Publicado
2018-10-22
Como Citar
San Martin, A., Conde, K., Morales, L., Corrêa, M., Conde, M., & Chisini, L. (2018). Produção especializada no SUS em capitais brasileiras com centros de especialidades odontológicas: uma análise descritiva. Revista Da Faculdade De Odontologia - UPF, 23(2). https://doi.org/10.5335/rfo.v23i2.8245
Seção
Artigos