Nova classificação da OMS para tumores odontogênicos: o que mudou?

  • Elen de Souza Tolentino Universidade Estadual de Maringá

Resumo

Objetivo: apresentar e discutir as mais relevantes modificações na quarta classificação de tumores de cabeça e pescoço da Organização Mundial de Saúde (OMS),no ano de 2017, especialmente para os tumores odontogênicos.Revisão de literatura: o trabalho baseia-se em uma revisão da literatura relacionada ao tema, em especial no artigo publicado pelos professores John M.Wright e Marilena Vered no Head & Neck Pathology Journal, no ano de 2017, o qual apresenta as principais atualizações desde as reuniões de 1992 e 2005. O que foi excluído da terceira edição, o que foi retomado da segunda edição, as novas descobertas e o porquê de tais mudanças serão alguns pontos abordados. Considerações finais: observa-se que as atualizações foram orientadas pelos princípios de simplicidade, relevância clínica, validade científica e utilidade, no intuito de fornecer uma classificação contemporânea e menos complexa, servindo como base para o clínico e o patologista em termos de diagnóstico e condução dos casos. Palavras-chave: Classificação. Neoplasias de cabeça e pescoço. Organização Mundial de Saúde. Tumores odontogênicos.
Publicado
2018-08-15
Como Citar
Tolentino, E. (2018). Nova classificação da OMS para tumores odontogênicos: o que mudou?. Revista Da Faculdade De Odontologia - UPF, 23(1). https://doi.org/10.5335/rfo.v23i1.7905
Seção
Artigos