Cirurgia ortognática para tratamento da síndrome de apneia obstrutiva do sono: relato de caso

Constanza Panissa, Rafael Morawski, Leonardo Tonietto, Vinicius Salim Silveira, Jessica Lemos Gulinelli, Thiago Calcagnotto

Resumo


Objetivo: ilustrar, por meio de um caso clínico, os benefíciosdo tratamento da síndrome de apneia obstrutivade sono (Saos) por intermédio da cirurgia ortognáticabimaxilar, com o uso de biomateriais de reconstrução.Relato de caso: paciente encaminhado para avaliaçãode discrepância maxilomandibular em relação àbase do crânio e para avaliação de queixa de roncointenso durante a noite e intenso cansaço diurno. Apósavaliação e exames complementares, o paciente foidiagnosticado com apneia obstrutiva do sono; assim,foi realizada a cirurgia de avanço bimaxilar como terapêuticaresolutiva para o caso. Considerações finais:a Academia Americana de Medicina do Sono (AAMS)define Saos como uma doença que se caracteriza porepisódios repetitivos de obstrução total (apneia) ou parcial(hipopneia) das vias aéreas superiores durante osono. A cirurgia de avanço bimaxilar se apresenta comouma das melhores opções terapêuticas para os pacientescom essa síndrome. A cirurgia ortognática, incluindoseus diversos procedimentos, provoca importantesmudanças nas diferentes zonas das vias aéreas faríngeas.A cirurgia ortognática de avanço bimaxilar commentoplastia de avanço foi eficaz, em longo prazo, notratamento da Saos, e o uso simultâneo de biomateriaisde substituição óssea aumenta a estabilidade óssea primária,acelera o processo de reparo ósseo e diminui amorbidade pós-operatória.
Palavras-chave: Apneia obstrutiva do sono. Avançomaxilar. Cirurgia ortognática.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5335/rfo.v22i3.7650