Ansiedade infantil antes e após o tratamento endodôntico

Daiani Javonowichs Ramos, Jéssica Caroline Larini Oliveira, Marília Leão Goettmes, Luiza Helena Almeida

Resumo


Objetivo: avaliar o grau de ansiedade das crianças antes e após o tratamento endodôntico, por meio do teste Venham Picture Teste (VPT) modificado, e a percepção dos responsáveis diante do atendimento dos filhos. Sujeitos e método: trata-se de um estudo observacional, do tipo transversal, em que foram selecionadas 50 crianças entre 4 e 8 anos de idade, atendidas nas disciplinas de estágios supervisionados em Odontopediatria e Ortodontia I e II da Faculdade Avantis, Santa Catarina. As crianças que participaram da pesquisa foram distribuídas em dois grupos: as que passaram por consultas com terapia endodôntica (Grupo A = 25 crianças); e as que passaram por consultas menos invasivas (Grupo B = 25 crianças). O teste VPT foi aplicado em dois momentos: antes e após o atendimento odontológico. Os responsáveis legais pelas crianças também responderam perguntas relacionadas à ansiedade. Resultados: a maioria das crianças apresentou nível baixo de ansiedade antes e após os procedimentos, 84% e 92% para os grupos A e B, respectivamente. A respeito da ansiedade dos responsáveis, a maioria encontrava-se relaxada durante o procedimento do filho. Conclusões: a maioria das crianças apresentou um nível baixo de ansiedade em ambos os grupos e os responsáveis estavam se sentindo relaxados durante o atendimento dos filhos.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5335/rfo.v22i3.7579