Frenotomia lingual em lactentes

Iryana Marques Sena Procopio, Vanessa Polina Pereira Costa, Erica Negrini Lia

Resumo


Objetivo: o objetivo deste trabalho foi realizar uma revisão de literatura acerca do freio lingual anômalo em lactentes, relacionando diagnóstico e tratamento. Revisão de literatura: esta anomalia limita os movimentos da língua durante o choro, lalação e pode gerar desconforto durante a amamentação. A metodologia do trabalho constituiu em buscas de artigos publicados em língua portuguesa e inglesa nas bases de dados Bireme, Google Acadêmico e PubMed, entre os anos de 2004 e 2016. Foram identificados 645 artigos através da combinação de palavras-chave, sendo que 29 foram utilizados por apresentarem resultados condizentes com o objetivo desta revisão. Considerações Finais: através dos estudos consultados não foi possível identificar um instrumento padrão-ouro que diagnostique a anquiloglossia em bebês, a despeito do fácil diagnóstico. Há controvérsias na literatura em relação ao tratamento por meio da frenotomia e sua contribuição para a melhora na amamentação, movimentos da língua e desconforto da mãe ao amamentar, embora grande parte dos estudos demonstre benefícios evidentes.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5335/rfo.v22i1.6849