Eficácia antibacteriana de agentes de limpeza na desinfecção de superfícies de consultórios odontológicos

  • Tiago Butzge Genz
  • Tássia Callai
  • Vânia Rosimeri Frantz Schlesener
  • Caio Fernando de Oliveira Universidade de Santa Cruz do Sul
  • Jane Dagmar Pollo Renner

Resumo

Introdução e objetivos: a desinfecção é um processo que visa à eliminação de microrganismos de objetos inanimados e superfícies. O objetivo deste estudo foi isolar e identificar os microrganismos antes e depois da desinfecção com quatro diferentes agentes em clínicas odontológicas de uma universidade no período de março a abril de 2016. Metodologia: foi realizado um estudo transversal e de intervenção, onde foram analisadas 80 superfícies das mesas de apoio e refletor de luz das clínicas antes e depois da utilização dos desinfetantes álcool 70%, peróxido de hidrogênio, hipoclorito de sódio 5% e Incidin®. A coleta de material foi realizada com o uso de swab estéril, que foi rolado sobre 1 cm2 da superfície a ser analisada e incubado em 5 ml de caldo BHI (Brain Heart Infusion). As bactérias que cresceram após a inoculação do caldo BHI em meios sólidos foram identificadas por metodologia microbiológica convencional. Resultados: os agentes de maior eficácia foram o Incidin® e o hipoclorito de sódio 5% com 100% de eficácia. Os testes com peróxido de hidrogênio e o álcool 70% apresentaram 90 e 50% de eficácia, respectivamente. Das 80 placas semeadas, os microrganismos encontrados antes do uso dos desinfetantes foram Staphylococcus Coagulase Negativa (80%) Staphylococcus aureus (30%) e Corynebacterium sp. (20%). Em 24 amostras foi encontrado mais de um microrganismo. Conclusão: hipoclorito de sódio 5% e Incidin® apresentaram 100% de eficiência na desinfecção dos manipuladores dos refletores de luz e das bancadas dos consultórios odontológicos.
Publicado
2017-12-19
Como Citar
Genz, T., Callai, T., Schlesener, V., de Oliveira, C., & Renner, J. D. (2017). Eficácia antibacteriana de agentes de limpeza na desinfecção de superfícies de consultórios odontológicos. Revista Da Faculdade De Odontologia - UPF, 22(2). https://doi.org/10.5335/rfo.v22i2.6781
Seção
Artigos