Efeitos do extrato de própolis e do óleo de melaleuca na formação do biofilme e na desmineralização dental: estudo in situ

Rosiane Stefanello, Fábio Hermann Coelho de Souza, Gabriel Dias de Castro

Resumo


Objetivo: avaliar os efeitos de soluções naturais na formação do biofilme e na prevenção da desmineralização dos dentes. Sujeitos e método: realizou-se um estudo piloto, in situ, com 12 voluntários, que utilizaram dispositivos de acrílico removível, contendo 4 blocos de dente cada. Os blocos de dente foram submetidos ao desafio cariogênico, quatro vezes ao dia, e testados com uma solução experimental, duas vezes ao dia, durante 14 dias. A amostra foi dividida em quatro grupos, com três indivíduos em cada grupo, os quais testaram as seguintes soluções: soro fisiológico (Grupo 1), clorexidina 0,12% (Grupo 2), óleo de melaleuca 0,2% (Grupo 3) e extrato de própolis 30% (Grupo 4). Ao final de 14 dias o biofilme formado foi coletado e semeado em três meios de cultura diferentes, os blocos de dente foram pesados em balança de precisão e testados quanto à microdureza superficial. Resultados: os resultados mostraram que houve um grande crescimento microbiano em todos os meios de cultura; houve uma tendência de perda de peso mineral nos blocos dos Grupos 1, 2 e 3, enquanto o grupo 4 mostrou uma tendência de ganho de peso. Na análise da microdureza superficial, observou- se uma tendência de menor resistência da dentina após o desafio cariogênico, em todos os grupos, comparados ao grupo controle que não foi submetido ao desafio cariogênico. Conclusão: o óleo de Melaleuca 0,2% não influenciou na formação de placa, na dureza superficial e no peso dos blocos, enquanto que o extrato de própolis mostrou uma tendência de interferir na formação de placa e no peso mineral dos dentes.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5335/rfo.v22i1.6588