Avaliação do acesso nas Unidades de Saúde da Família gerenciadas pela Organização Social e pelo município

  • Luciana Fernandes Volpato Faculdade de Odontologia de Piracicaba - FOP/UNICAMP
  • Luiz Cândido Martins
  • Marcelo de Castro Meneghim
  • Eduardo Hebling

Resumo

Objetivo: o objetivo desta pesquisa foi avaliar o acesso nas Unidades de Saúde da Família (USF) gerenciadas pelo município de Piracicaba/SP e por uma organização social (OS), localizada na cidade de São Paulo/SP. Sujeitos e Método: para avaliar a qualidade do acesso nas USF foi utilizada a ferramenta Desdobramento da Função Qualidade (QFD) A amostra constituiu-se de 480 voluntários, ou seja, 400 usuários dos serviços e 80 profissionais. Resultados: após as entrevistas com os usuários e profissionais dos serviços de saúde, os resultados mostraram que a maior necessidade dos usuários das USF gerenciadas pelo município e pela OS, foi o agendamento de consultas na USF e o agendamento de consultas no serviço especializado. Conclusão: a pesquisa constatou que as USF gerenciadas pela OS, mesmo tendo maior autonomia administrativa e financeira, não obtiveram melhores resultados no acesso. Portanto, o acesso constitui um desafio na construção do cuidado integral e ações e políticas para a reversão dessa realidade devem ser implantadas para a melhoria dos serviços de saúde no país.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luciana Fernandes Volpato, Faculdade de Odontologia de Piracicaba - FOP/UNICAMP
Doutora em Saúde Coletiva na Faculdade de Odontologia de Piracicaba - FOP/UNICAMP. Departamento de Odontologia Social
Publicado
2017-06-27
Como Citar
Volpato, L., Martins, L., Meneghim, M., & Hebling, E. (2017). Avaliação do acesso nas Unidades de Saúde da Família gerenciadas pela Organização Social e pelo município. Revista Da Faculdade De Odontologia - UPF, 21(3). https://doi.org/10.5335/rfo.v21i3.6210
Seção
Artigos