Um raro diagnóstico de osteoma periférico em palato duro: relato de caso

  • Cristóvão Marcondes de Castro Rodrigues Universidade Federal de Uberlândia, Minas Gerais
  • Lara Maria Alencar Ramos Universidade Estadual de Campinas, São Paulo
  • Antônio Francisco Durighetto-Júnior Universidade Federal de Uberlândia, Minas Gerais
  • Adriano Mota Loyola Universidade Federal de Uberlândia, Minas Gerais
  • Sérgio Vitorino Cardoso Universidade Federal de Uberlândia, Minas Gerais
  • Jonas Dantas Batista Universidade Federal de Uberlândia, Minas Gerais
Palavras-chave: Biópsia, Cirurgia bucal, Osteoma, Palato duro, Patologia bucal

Resumo

Objetivo: relatar uma biópsia excisional de um osteoma periférico no palato duro direito de uma paciente jovem, do sexo feminino e não sindrômica. Relato de caso: paciente do sexo feminino, 32 anos de idade, melanoderma e normossitêmico, buscou atendimento no ambulatório de diagnóstico estomatológico da Faculdade de Odontologia da Universidade Federal de Uberlândia com queixa quanto ao surgimento de lesão na região de palato. Após avaliação clínica e imaginológica, foi decidido realizar biópsia excisional sob anestesia local da lesão. Foram levantadas três hipóteses de diagnóstico: osteoma periférico, exostose ou osteossarcoma. O material coletado foi enviado para análise histopatológica, que confirmou a hipótese de osteoma periférico. Considerações finais: os osteomas periféricos na região de palato duro são raríssimos. Essa lesão geralmente é assintomática – exceto quando há impacto traumático durante a mastigação –, de crescimento lento, podendo se desenvolver em osso cortical ou medular. O tratamento de escolha é a remoção cirúrgica e o índice de recorrência é raro. O caso enfatiza a condição rara, pois foram encontrados apenas seis casos semelhantes relacionados na literatura.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

1. Nah KS. Osteomas of the craniofacial region. Imaging Sci Dent 2011; 41(3):107-13.

2. Baena RR, Rizzo S, Fiandrino G, Lupi S, Galioto S. Mandibular traumatic peripheral osteoma: a case report. Oral Surgery, Oral Medicine, Oral Pathology, Oral Radiology and Endodontology 2011; 112(6):44-8.

3. Caubi AF, Moura RQ, Borba PM, Costa DFN, Bispo LMN. Osteoma em mandíbula: quando trata-lo cirurgicamente. Rev Cir Traumatol Buco-Maxilo-Fac 2013; 13(1):53-8.

4. Guimarães KB, Cavalcante JR, Ferraro-Bezerra M, Silva DN, de Holanda Vasconcellos RJ, Egito Vasconcelos BC. Peripheral osteoma bilateral of the mandible without association with Gardner syndrome. The Journal of Craniofacial Surgery 2012; 23(2):83-6.

5. Larrea-Oyarbide N, Valmaseda-Castellón E, Berini-Aytés L, Gay-Escoda C. Osteomas of the craniofacial region. Review of 106 cases. J Oral Pathol Med 2008; 37(1):38-42.

6. Boffano P, Roccia F, Campisi P, Gallesio C. Review of 43 osteomas of the craniomaxil lofacial region. J Oral Maxillofac Surg 2012; 70(5):1093-5.

7. Shetty SK, Biddappa L. Recurrence of giant peripheral osteoma of mandible. J Maxillofac Oral Surgery 2015; 14(1):452-6.

8. Sayan NB, Üçok C, Karasu HA, Gunhan O. Peripheral osteoma of the oral and maxillofacial region: a study of 35 new cases. J Oral Maxillofac Surg 2002; 60(11):1299-301.

9. Ertas U, Tozoglu S. Uncommon peripheral osteoma of the mandible: report of two cases. J Contemp Dent Pract 2003; 4(3):98-104.

10. Johann ACBR, Freitas JB, Aguiar MCF. Peripheral osteoma of the mandible: case report and review of the literature. J Cranio-Maxillofacial Surg 2005; 33(4); 276-81.

11. Regezi JA, Sciubba JJ. Bucal Pathology – Clinico pathology Correlations. 3. ed. Philadelphia: Year Book Medical Publishers; 1999. p. 329-30, 337-8.

12. Borsshardt L, Gordon RC, Westerberg M, Morgan A. Recurrent peripheral osteoma of the mandible: report of a case. J Oral Surg 1971; 29(6):446-50.
Publicado
2019-12-18
Como Citar
Marcondes de Castro Rodrigues, C., Alencar Ramos, L., Francisco Durighetto-Júnior, A., Mota Loyola, A., Vitorino Cardoso, S., & Dantas Batista, J. (2019). Um raro diagnóstico de osteoma periférico em palato duro: relato de caso. Revista Da Faculdade De Odontologia - UPF, 24(2), 279-283. https://doi.org/10.5335/rfo.v24i2.10450
Seção
Caso Clínico