Conhecimento de responsáveis sobre traumatismo dentário em crianças

  • Rayani Link Servat Faculdade Avantis, Balneário Camboriú
  • Luiza Carolina Schistel Faculdade Avantis, Balneário Camboriú
  • Carla Massignan Universidade Federal de Santa Catarina
Palavras-chave: Criança, Odontopediatria, Traumatismo dentário

Resumo

Objetivo: identificar o conhecimento de pais/responsáveis sobre como proceder em caso de traumatismo dentário. Método: pesquisa com desenho observacional descritivo realizada por meio de questionários impressos entregues a 80 pais/responsáveis por crianças atendidas nas disciplinas de Clínica Infantil e Ortodontia I e II da Faculdade Avantis. A análise dos dados foi realizada de forma descritiva e com os testes Qui-Quadrado e Exato de Fisher. Resultados: a prevalência de pais que nunca receberam orientações sobre como porceder perante um traumatismo dentário foi de 75%, associando-se às respostas das perguntas: se saberiam como acondicionar o dente (p=0,001) e se já presenciaram alguma situação de trauma dental (p=0,047). As variáveis socioeconômicas escolaridade e renda e a autopercepção sobre o que fazer em uma situação de traumatismo dentário não se associaram a ter recebido informação sobre como proceder perante um traumatismo dentário, segundo o autorrelato dos responsáveis. A maioria dos pais das crianças nunca receberam informações e não sabem como proceder em caso de um possível traumatismo dentário. Conclusão: ter recebido informação sobre como proceder diante de um traumatismo dentário está associado a já ter presenciado situação de traumatismo dentário e a saber como acondicionar o dente para levar no dentista.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

1. Tewari N, Mathur VP, Singh N, Singh S, Pandey RK. Long-term effects of traumatic dental injuries of primary dentition on permanent successors: a retrospective study of 596 teeth. Dent Traumatol 2018; 34(2):129-34.

2. Silveira GCD, Bona AJ, Arruda ABD. Traumatismos dentários em escolares de 12 anos do município de Blumenau, SC, Brasil. Pesqui Bras Odontopediatria Clin Integr 2010; 10(1):23-6.

3. Aldrigui JM, Jabbar NS, Bonecker MF, Braga MM, Wanderley MT. Trends and associated factors in prevalence of dental trauma in Latin America and Caribbean: a systematic review and meta-analysis. Community Dent Oral Epidemiol 2014; 42(1):30-42.

4. Azami-Aghdash S, Ebadifard Azar F, Pournaghi Azar F, Rezapour A, Moradi-Joo M, Moosavi A, et al. Prevalence, etiology, and types of dental trauma in children and adolescents: systematic review and meta-analysis. Med J Islam Repub Iran 2015; 29(4):01-13.

5. da Silva Assunção LR, Cunha RF, Ferelle A. Analysis of dental traumas and their sequelae in the primary dentition: a literature review. Pesqui Bras Odontopediatria Clin Integr 2008; 7(2):173-9.

6. Costa LED, Queiroz FDS, Nóbrega CBC, Leite MS, Nóbrega WFS, Almeida ER. Dental trauma in childhood: evaluation action of educators in public nurseries from the city of Patos/ PB. Rev Odontol Unesp 2014; 43(6):402-8.

7. de Oliveira MJL, Dias VO, Santos KKF, Rodrigues QF, Paiva ER, De Castro Martins R. Knowledge of Dental Trauma of Parents/Caregivers of Children Treated at UNIMONTES Pediatric Clinic. Pesqui Bras Odontopediatria Clin Integr 2014; 13(2):189-96.

8. Howenstein J, Kumar A, Casamassimo PS, McTigue D, Coury D, Yin H. Correlating parenting styles with child behavior and caries. Pediatric Dentistry 2015; 37(1):59-64.

9. Andreasen JO, Andreasen FM, Andersson L. Textbook and color atlas of traumatic injuries to the teeth: Wiley-Blackwell, United States; 2018.

10. Andreasen JO. Effect of extra-alveolar period and storage media upon periodontal and pulpal healing after replantation of mature permanent incisors in monkeys. Int J Oral Surg 1981; 10(1):43-53.

11. Werder P, Chappuis V. Treatment outcome of 42 replanted permanent incisors with a median follow-up of 2.8 years. Schweiz Monatsschr Zahnmed 2011; 121(4):312-20.

12. Martes MM. Traumatismo dentário: nível de percepção dos pais ou responsáveis: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; 2015.

13. Abanto J, Carvalho TS, Mendes FM, Wanderley MT, Bonecker M, Raggio DP. Impact of oral diseases and disorders on oral health-related quality of life of preschool children. Community Dent and Oral Epidemiol 2011; 39(2):105-14.

14. Lee W, Stover S, Rasoulianboroujeni M, Sherman K, Fahimipour F, Dashtimoghadam E, et al. The efficacy of commercial tooth storage media for maintaining the viability of human periodontal ligament fibroblasts. Int Endod J 2018; 51(1):58-68.

15. Andreasen JO, Borum MK, Jacobsen HL, Andreasen FM. Replantation of 400 avulsed permanent incisors. 4. Factors related to periodontal ligament healing. Endod Dent Traumatol 1995; 11(2):76-89.

16. al-Nazhan S, Andreasen JO, al-Bawardi S, al-Rouq S. Evaluation of the effect of delayed management of traumatized permanent teeth. J Endod 1995; 21(7):391-3.

17. Silva MMA, Soares SDS, Botelho KVG. Avulsão dentária: características gerais, meios de armazenamento e protocolo terapêutico. Trabalho de Conclusão de Curso apresentado ao Curso de Graduação em Odontologia da Faculdade Integrada de Pernambuco. 2017, 44p.

18. Bittencourt AM, Pessoa OF, Silva J. Avaliação do conhecimento de professores em relação ao manejo da avulsão dentária em crianças. Rev Odontol Unesp 2008; 37(1):15-9.

19. Losso EM, dos Reis Tavares MC, de Paiva-Bertoli FM, Baratto-Filho F, Losso EM. Traumatismo dentoalveolar na dentição decídua Dentoalveolar trauma in the primary dentition. RSBO 2011; 8(1):114-6.

20. Malmgren B, Andreasen JO, Flores MT, Robertson A, DiAngelis AJ, Andersson L, et al. International Association of Dental Traumatology guidelines for the management of traumatic dental injuries: 3. Injuries in the primary dentition. Dent Traumatol 2012; 28(3):174-82.

21. Sayão SMA, Travassos RMC, Mariz ÉB, Monte Macêdo S, DE Alencar TA, Maia SMA, et al. Conduta clínica do cirurgião-dentista ante a avulsão dental: revisão de literatura. RSBO 2006; 3(1):41-7.

22. Frítola M, Couto ACF, Spinardi D, Junkes MC, Fraiz FC, de Morais Ferreira F. Folheto educativo melhora o conhecimento de pais frente ao traumatismo alvéolo-dentário? Arq Cent Estud Curso Odontol 2014; 50(4):178-84.

23. Bhambhani SM. Treatment and prognosis of avulsed teeth: a discussion and case report. Oral Surg Oral Med Oral Pathol Oral Radiol 1993; 75(2):233-8.

24. Soares JP, Barasuol JC, Torres FM, Giacomin A, Goncalves BM, Klein D, et al. The impact of crown fracture in the permanent dentition on children’s quality of life. Dent Traumatol 2018; 34(3):158-63.

25. Cosme-Silva L, Fernandes LA, Rosselli ER, Poi WR, Martins NDS, de Lima DC. Tooth injuries: knowledge of parents of public school students from the city of Alfenas, Minas Gerais, Brazil. Dent Traumatol 2018; 34(2):93-9.

26. Flores M, Andreasen J, Bakland L. Guidelines for the evaluation and Management of traumatic dental injuries. Dent Traumatol 2001; 17(5):193-6.

27. Goncalves BM, Dias LF, Pereira CDS, Ponte MXF, Konrath AC, Bolan MDS, et al. Impact of dental trauma and esthetic impairment on the quality of life of preschool children. Rev Paul Pediatr 2017; 35(4):448-55.

28. Hegde AM, Kumar KN, Varghese E. Knowledge of dental trauma among mothers in Mangalore. Dent Traumatol 2010; 26(5):417-21.
Publicado
2019-12-18
Como Citar
Link Servat, R., Carolina Schistel, L., & Massignan, C. (2019). Conhecimento de responsáveis sobre traumatismo dentário em crianças. Revista Da Faculdade De Odontologia - UPF, 24(2), 220-228. https://doi.org/10.5335/rfo.v24i2.10440
Seção
Investigação Científica