Saúde bucal em crianças com câncer: conhecimentos e práticas dos cuidadores

  • Yohana de Oliveira Ponte Faculdade São Leopoldo Mandic, Campinas, São Paulo
  • Rubiane Diógenes Alves Ximenes Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, Rio Grande do Norte
  • Amanda de Albuquerque Vasconcelos Faculdade São Leopoldo Mandic, Campinas, São Paulo
  • Daniela Cavalcante Girão Faculdade São Leopoldo Mandic, Campinas, São Paulo
Palavras-chave: Higiene bucal, Odontopediatria, Oncologia

Resumo

Objetivo: avaliar os conhecimentos e as práticas dos cuidadores sobre saúde bucal em crianças com câncer, na instituição beneficente Lar Amigos de Jesus, em Fortaleza, Ceará, além de identificar as principais complicações bucais decorrentes do tratamento oncológico e como é estabelecida a relação médico-dentista desses pacientes. Materiais e método: a população do estudo foi composta por 15 cuidadores, que são pessoas responsáveis pelo acompanhamento das crianças acolhidas pela entidade. A coleta de dados foi realizada por meio de entrevista semiestruturada. Para análise dos dados, foi utilizada a técnica de análise de conteúdo temático. Resultados: todos os entrevistados eram do sexo feminino e não trabalhavam. Quanto ao grau de parentesco com a criança, 14 das entrevistadas eram as mães e uma entrevistada era a avó. Após a decomposição do corpus e da codificação das unidades temáticas, o material coletado foi estruturado nas seguintes categorias: cuidados em saúde bucal, complicações bucais decorrentes do tratamento oncológico, relação médico-dentista, saúde geral e saúde bucal. Conclusão: a manutenção da higiene bucal das crianças, antes, durante e após o tratamento antineoplásico, é da maior relevância para evitar o aparecimento de complicações bucais decorrentes das diferentes terapias aplicadas no combate ao câncer. Entretanto, pode-se perceber a falta de informação sobre as práticas de higiene bucal e a dificuldade em entender a importância da saúde bucal para a manutenção da saúde sistêmica. Ficou evidenciada a importância da inserção do cirurgião-dentista na equipe multidisciplinar para acompanhamento do paciente oncológico pediátrico, visando à melhoria da qualidade de vida desse sujeito. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

1. Brasil. Instituto Nacional de Câncer [citado 2019 maio 28]. Disponível em URL: https://www.inca.gov.br/tipos-de-cancer/ cancer-infantojuvenil#.

2. Sanders BJ, Shapiro AD, Hock RA, Weddell JA, Belcher CE. Manejo do paciente sistemicamente comprometido: desordens hematológicas, câncer, hepatite e AIDS. In: Dean JÁ, Avery DR, McDonald RE. Odontopediatria para crianças e adolescentes. 9. ed. Rio de Janeiro: Elsevier; 2011. p. 483505.

3. Francisconi FC, Caldas RJ, Oliveira Martins LJ, Rubira CMF, Santos PSS. Leukemic oral manifestations and their management. Asian Pac J Cancer Prev 2016; 17(3):911-5.

4. Peres P, Queiroz AM, Moreira MR, Faquim JPS, Ferrari MACM. Odontopediatria aplicada ao câncer infantil – manifestações clínicas e protocolos de atendimento. Rev J Manag Prim Health Care 2013; 4(3):191-9.

5. Silva LCP, Lobão DS, Cruz RA. Manejo de pacientes com necessidades especiais nos cuidados da saúde bucal. In: Massara MLA, Rédua PCB (coord.). Manual de referência para procedimentos clínicos em odontopediatria. 2. ed. São Paulo: Santos; 2017. p. 55-273.

6. Freitas DA, Caballero AD, Pereira MM, Oliveira SKM, Silva GP, Hernández CIV. Sequelas bucais da radioterapia de cabeça e pescoço. Rev CEFAC 2011; 13(6):1103-8.Lar Amigos de Jesus [citado 2019 maio 28]. Disponível em URL: http://www.laramigosdejesus.org.br/quem-somos/o-lar.

7. Ballestreri R, Santo GWD, Freddo SL, Lucietto DA. Hábitos de saúde bucal em crianças internadas no Hospital da Criança do município de Chapecó, Santa Catarina, Brasil. RFO-UPF 2016; 21(3):300-5.

8. Lar Amigos de Jesus [citado 2019 maio 28]. Disponível em URL: http://www.laramigosdejesus.org.br/quem-somos/o-lar.

9. Bardin L. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70; 2002.

10. Lopes IA, Nogueira DN, Lopes IA. Manifestações orais decorrentes da quimioterapia em crianças de um centro de tratamento oncológico. Pesq Bras Odontoped Clin Integr 2012; 12(1):113-9.

11. American Academy of Pediaric Dentistry. Guideline on Fluoride Therapy. Pediatr Dent 2016; 38:181-4.

12. Fonseca MA. Dental care of the pediatric cancer patient. Rev Pediatric Dentistry 2004; 26(1):53-7.

13. Pedrosa BRV, Martins WLL, Almeida HCR, Kozmhinsky VMR, Sabino MFPA, Oliveira KMM. Parents’ knowledge about the oral health care of oncological children. RGO Rev Gaúch Odontol [periódico online] 2019 [citado 2019 maio 28]; 67:e2019008. Disponível em URL: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1981-86372019000100303&lng=pt.

14. Ferreira EMS, Antunes HS, Uemura ST, Sant’Anna GR. Candidose bucal em crianças com câncer – prevenção e tratamento. In: Imparato JCP, Duarte DA, Manfro ARG. Odontopediatria: prática de saúde baseada em evidências. São Paulo: Elsevier; 2012. p. 263-79.

15. Gandhi K, Datta G, Ahuja S, Saxena T, Datta AG. Prevalence of oral complications occurring in a population of pediatric câncer patients receiving chemotherapy. Int J Clin Pediatr Dent 2017; 10(2):166-71.

16. Hespanhol FL, Tinoco EMB, Teixeira HGC, Falabella MEV, Assis NMSP. Manifestações bucais em pacientes submetidos à quimioterapia. Ciência & Saúde Coletiva 2010; 15(Supl. 1):1085-94.

17. Gazzinelli LB, Costa BAO, Gonçalves CF, Soares Júnior LAV, Santos PSS. Manejo odontológico em crianças com leucemia aguda sob tratamento antineoplásico. Rev UNINGÁ 2018; 55(1):121-33.

18. Brasil. Ministério da Saúde. Quimioterapia – Instituto Nacional de Câncer [citado 2017 jan. 10]. Disponível em URL: http://www.inca.gov.br/conteudo_view.asp?id=101.

19. Villela MLD, Silva LCP, Santos RM. Protocolo de atendimento odontológico para crianças acometidas por leucemia linfocítica aguda. Arq Bras Odontol 2014; 10(2):28-34.

20. Yavuz B, Yilmaz HB. Investigation of the effects of planned mouth care education on the degree of oral mucositis in pediatric oncology patients. J Ped Oncol Nursing 2015; 32(1):47-56.

21. Zimmermann C, Meurer MI, Grando LJ, Moral JAGD, Rath IBS, Tavares SS. Dental treatment in patients with leukemia. J Oncology 2015; 2015(Article ID 571739):1-14.

22. Rodrigues ALS, Malachias RC, Pacheco CMF. A importância da saúde bucal em pacientes hospitalizados: uma revisão. Rev Odontol Univ Cid São Paulo 2017; 29(3):243-8.

23. Abanto J, Alves FBT, Sato CM, Bönecker MJS. Qualidade de vida relacionada à saúde bucal na primeira infância. In: Corrêa MSNP. Odontopediatria na primeira infância. 4. ed. São Paulo: Quintessence; 2017. p. 715-23.

24. Bönecker M, Abanto J, Tello G, Oliveira LB. Impact of dental caries on preschool children’s quality of life: an update. Braz Oral Res 2012; 26(1):103-7.

25. Rocha RS, Pinheiro LP, Oriá MOB, Ximenes LB, Pinheiro AKB, Aquino PS. Determinantes sociais da saúde e qualidade de vida de cuidadores de crianças com câncer. Rev Gaúcha Enferm [periódico online] 2016 [citado 2019 maio 10]; 37(3):e57954. Disponível em URL: http://ref.scielo.org/ ypx92m.
Publicado
2019-12-17
Como Citar
de Oliveira Ponte, Y., Diógenes Alves Ximenes, R., de Albuquerque Vasconcelos, A., & Cavalcante Girão, D. (2019). Saúde bucal em crianças com câncer: conhecimentos e práticas dos cuidadores. Revista Da Faculdade De Odontologia - UPF, 24(2), 183-191. https://doi.org/10.5335/rfo.v24i2.10433
Seção
Investigação Científica