Revista Espaço Pedagógico http://seer.upf.br/index.php/rep <p>A revista Espaço Pedagógico é uma publicação científica do<a href="https://www.upf.br/ppgedu" target="_blank" rel="noopener"> Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGEDU)</a> e da Faculdade de Educação (FAED) da <a title="UPF" href="https://www.upf.br/" target="_blank" rel="noopener">Universidade de Passo Fundo</a>, apresentada em versão online. Publica trabalhos originais e inéditos em português, espanhol e inglês, resultantes de estudos teóricos, pesquisas, reflexões sobre experiências pedagógicas, entrevistas com educadores, traduções e resenhas críticas de obras que abordem temas relevantes na área da educação. Excepcionalmente, publica trabalhos em outras línguas, como italiano, francês e alemão.<br> É uma publicação de acesso livre, classificada no <a href="https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/veiculoPublicacaoQualis/listaConsultaGeralPeriodicos.jsf?" target="_blank" rel="noopener">Qualis CAPES</a> (2013-2016) no extrato B1 em Educação.</p> pt-BR <p><img src="https://i.creativecommons.org/l/by-nc-nd/4.0/88x31.png" alt="Licença Creative Commons">&nbsp;</p> <p>Este artigo está licenciado com a licença:&nbsp;<a href="http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/" rel="license">Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional</a>.</p> <p>Os direitos autorais são mantidos pelos autores, os quais concedem à revista o direito de primeira publicação. Como a revista é de acesso público, os artigos são de uso gratuito, com atribuições próprias em aplicações educacionais e não comerciais.</p> espacopedagogico@upf.br (Flávia Eloisa Caimi) editora@upf.br (UPF Editora) Qui, 13 Dez 2018 19:39:54 -0200 OJS 3.1.1.2 http://blogs.law.harvard.edu/tech/rss 60 Expediente - Sumário http://seer.upf.br/index.php/rep/article/view/8964 OJS SEER UPF ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 http://seer.upf.br/index.php/rep/article/view/8964 Qui, 13 Dez 2018 13:45:44 -0200 Editorial http://seer.upf.br/index.php/rep/article/view/8966 Glades Tereza Félix, Julio César Godoy Bertolin, Flávia Eloisa Caimi ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 http://seer.upf.br/index.php/rep/article/view/8966 Qui, 13 Dez 2018 15:05:09 -0200 Os desafios da avaliação em contexto de expansão e inclusão http://seer.upf.br/index.php/rep/article/view/8406 O texto discute algumas das promessas derivadas das diretivas de expansão e inclusão professadas pela Conferência Mundial de Educação Superior (CMES 2009) da UNESCO e pelos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS 2015) da Organização das Nações Unidas, pelo Plano Nacional de Educação de 2001 e pelo Plano Nacional de Educação de 2014. As promessas para um ensino superior inclusivo e de qualidade são muitas e ambiciosas, entre elas o acesso a educação de qualidade para todos. Estas promessas geralmente têm sido confrontadas por múltiplos equívocos e temores, entre os quais as noções de que (a) “ a expansão reduzirá a qualidade da educação!” (b) “a inclusão forçará a redução dos padrões de qualidade!” e (c) “a expansão com inclusão e qualidade no ensino superior é insustentável!”. O texto discute estas promessas e estes temores a partir da análise do impacto de cinco dos principais programas brasileiros de democratização do ensino superior (PROUNI, REUNI, FIES, SISU, IFs) e dos desafios que impõem ao Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (SINAES). Entre as conclusões está a constatação de que, embora em contextos muito específicos, alguns desses temores possam ser justificáveis, eles geralmente não encontram sustentação nos dados existentes e podem ser classificados como mitos. Meu último argumento é que, nos últimos doze anos, as preocupações com inclusão e avaliação, no Brasil, nos países do Mercosul e em outros países da América Latina, passaram do tabu ao totem, ou seja, de temas marginais ou proibidos (que não podiam ser discutidos, por supostamente comprometerem a qualidade) a temas que se tornaram centrais, coletivos, respeitados, reverenciados e quase sagrados, no âmbito das políticas públicas educacionais. Dilvo Ristoff ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 http://seer.upf.br/index.php/rep/article/view/8406 Qui, 13 Dez 2018 13:39:06 -0200 Assessing the quality of third mission activities in Portuguese universities http://seer.upf.br/index.php/rep/article/view/8439 Since 2009, Portuguese higher education institutions have been developing their own internal quality assurance systems and policies as a result of the reforms of higher education quality assurance in Europe and Portugal. This paper analyses how far Portuguese universities, within the remit of their internal quality assurance systems, define and employ mechanisms and procedures in order to assess the quality of their third mission activities. The analysis was conducted on documents submitted by institutions to the Portuguese Agency for the Assessment and Accreditation of Higher Education (A3ES) under the institutional evaluation process. Findings suggest that although the analysed Portuguese institutions apparently embrace the third mission, the quality assurance of this core activity is still in an embryonic stage of development. This suggests that quality assurance systems need to be developed so as to integrate the various core missions of an institution (e.g. teaching and learning; research and third mission), ensuring they receive similar levels of consideration. Cristina Sin, Orlanda Tavares, Sónia Cardoso ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 http://seer.upf.br/index.php/rep/article/view/8439 Qui, 13 Dez 2018 00:00:00 -0200 Research Evaluation: Implementing a Clear Framework http://seer.upf.br/index.php/rep/article/view/8404 Research Evaluation is being done with many different evaluation frameworks and uses many tools for gathering appropriate data, but no single approach works in all contexts and for all purposes. In this article we reflect on designing a research Evaluation with a focus on the Planning task. Through answering to thirteen questions we can follow a Research Evaluation Chain Decision Process in order to choose adequate tools and metrics to achieve the purpose of the Evaluation. Isabel Pinho ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 http://seer.upf.br/index.php/rep/article/view/8404 Qui, 13 Dez 2018 15:03:52 -0200 Concepções e práticas de avaliação da aprendizagem no ensino superior: implicações na formação de licenciandos em Matemática http://seer.upf.br/index.php/rep/article/view/8440 <p>No presente artigo, discutem-se as concepções de avaliação da aprendizagem dos professores do curso de licenciatura em Matemática do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba, Campus Cajazeiras, e suas influências nas práticas avaliativas na formação docente. A pesquisa, de caráter descritivo, de abordagem predominantemente qualitativa, teve como sujeitos 20 (vinte) professores do curso supracitado. Foram utilizados como instrumentos metodológicos de coleta de dados questionários e entrevistas semiestruturadas, abordando aspectos relacionados às concepções de educação, avaliação da aprendizagem e formação docente. Os dados coletados através das entrevistas foram discutidos à luz do enfoque fenomenológico, com base na hermenêutica gadameriana. A partir da fusão de horizontes presentes nas falas dos profissionais participantes da pesquisa, foi possível estabelecer reflexões sobre o papel assumido efetivamente pela avaliação do ensino-aprendizagem no cenário da formação de docentes no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba, Campus Cajazeiras. Concluiu-se, dentre outros aspectos, que há necessidade de se desenvolver, no contexto pesquisado, um trabalho sistemático acerca da avaliação da aprendizagem, visando à superação das práticas avaliativas tradicionalistas desenvolvidas junto aos alunos da licenciatura em Matemática.</p> Raimundo Hélio Leite, Antônia Edivaneide de Sousa Gonzaga, Karlane Holanda Araújo ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 http://seer.upf.br/index.php/rep/article/view/8440 Qui, 13 Dez 2018 15:05:44 -0200 A importância da valorização da avaliação docente pelo discente no ensino superior http://seer.upf.br/index.php/rep/article/view/8446 <p>Este artigo situa-se no âmbito cientifico da avaliação da educação superior e em especifico trata da importância da valorização da avaliação docente pelo discente no ensino superior. Descreve um recorte de uma investigação maior realizada entre 2014-2017 com atores de um centro de formação de professores de uma universidade pública. Com base metodológica em Leite, (2005) e Barber, (1988), sob o escopo da metodologia da Avaliação Participativa (AP) a investigação de caráter quantiqualitativa se desenvolveu por meio da aplicação de questionários semestrais com 17 questões fechadas e uma aberta. Utilizou-se o software Microsoft Excel 2016 para as médias ponderadas das dimensões pedagógicas da unidade de ensino e o software NVIVO 11, a partir da técnica análise de conteúdo para as qualitativas. A combinação e o cruzamento de métodos e técnicas de pesquisa desvelaram que os docentes manifestam uma posição mais favorável em relação a avaliação quando os resultados destas são tratados de modo formativo, ajudando-os a melhorar seu desempenho.</p> Glades Tereza Felix, Alessandra Alfaro Bastos ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 http://seer.upf.br/index.php/rep/article/view/8446 Qui, 13 Dez 2018 15:07:13 -0200 Avaliações institucionais e de sistemas na formação de professores em Educação Física na América Latina http://seer.upf.br/index.php/rep/article/view/8353 <p>Investiga como a avaliação institucional e de sistemas é prescrita nos currículos dos cursos de formação de professores em Educação Física em oito países da América Latina. Utiliza como fontes 22 planos de disciplinas de avaliação educacional. A temática se apresenta em 19% e 23% dos planos, respectivamente. Sobre a avaliação institucional as disciplinas tematizam sua definição, instrumentos, critérios, procedimentos e resultados, entendendo-a como importante ferramenta coletiva. Já as avaliações de sistemas têm como intuito apresentar as provas nacionais e internacionais, discutindo seus componentes e estruturas. Os dados revelam que os sistemas nacionais e internacionais de avaliação se diferem entre os países assumindo diferentes nomenclaturas, período em que se aplicam, público alvo e áreas abordadas, no entanto é possível perceber um movimento de alinhamento do conhecimento a ser avaliado. Nessa direção, identificamos a preocupação das disciplinas em possibilitar que o professor em formação conheça a estrutura dessas avaliações em nível nacional e internacional.</p> Wagner dos Santos, Sayonara Cunha de Paula, Ronildo Stieg ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 http://seer.upf.br/index.php/rep/article/view/8353 Qui, 13 Dez 2018 15:08:54 -0200 Trilhas da avaliação da educação superior no Brasil: Os (des)caminhos em direção ao Sinaes http://seer.upf.br/index.php/rep/article/view/8355 <p>Neste artigo pretende-se desenhar o caminho percorrido pelas reformas na Educação Superior, no cenário latino-americano e brasileiro, propiciando, assim, a implantação de políticas para a educação superior que visavam a criação de um sistema de avaliação da qualidade da educação superior brasileiro – O Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior - SINAES. Ao se percorrer esse caminho, neste texto, evidenciam-se algumas questões norteadores que modificaram o cenário da oferta da educação superior no território nacional, envolvendo a inclusão de um cenário de medidas consideradas mais eficazes, em uma educação superior mais “produtivista, bem administrada, com baixo custo e politicamente não questionadora [...]” (ROSAS, 1992, p. 27). Esse cenário de Reformas propiciará a entrada de concepções mercadológicas do capital financeiro, com eventos como a globalização e mercadorização da educação superior. O cenário neoliberal das políticas voltadas para o asseguramento da qualidade da educação superior não se forma ao acaso, é, sim, resultado das pressões mercantilistas que têm no ensino superior a possibilidade de comercialização.</p> Margareth Guerra dos Santos ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 http://seer.upf.br/index.php/rep/article/view/8355 Qui, 13 Dez 2018 15:10:54 -0200 Planejamento e autoavaliação institucional: articulações possíveis e necessárias http://seer.upf.br/index.php/rep/article/view/8356 <p>Este trabalho discute a necessária articulação entre uma proposta de autoavaliação e planejamento institucional de uma IES comunitária do interior do Rio Grande do Sul. Trata-se de um estudo qualitativo de cunho bibliográfico. Valeu-se de obras referentes à avaliação e aos marcos regulatórios da educação superior e documentos institucionais, desenvolvido no contexto de uma Comissão Própria de Avaliação. Este estudo foi efetivado para fins de qualificação do processo de autoavaliação, sendo materializado na atualização do Projeto de Autoavaliação Institucional da IES em questão. Os arranjos teóricos destacam o papel da autoavaliação como instrumento de gestão, bem como a compreensão de que o conhecimento da realidade institucional permite a melhoria da articulação entre as políticas de ensino, pesquisa e extensão. O artigo destaca a necessidade da implementação de uma cultura avaliativa de caráter institucional que congregue a participação da comunidade por meio da colaboração, tanto no processo de autoavaliação, como no de subsídios para o planejamento institucional. Portanto, a qualidade acadêmica é perpassada pela coerência entre a missão, os princípios educativos e as políticas institucionais realizadas. Por fim, faz-se necessário possibilitar aos membros da comunidade acadêmica, a autoconsciência de suas qualidades, dificuldades e desafios, a fim de aprimorar a cultura avaliativa.</p> Fernanda Figueira Marquezan, Greice Scremin ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 http://seer.upf.br/index.php/rep/article/view/8356 Qui, 13 Dez 2018 15:12:22 -0200 Acesso ao ensino superior brasileiro: perfil dos ingressantes do programa de inclusão da Unicamp http://seer.upf.br/index.php/rep/article/view/8367 <p>As políticas de acesso ao ensino superior brasileiro nos últimos 15 anos mudaram a composição da população brasileira que acessou às universidades públicas e privadas. O presente artigo analisa o perfil dos ingressantes por meio de um dos programas de acesso no âmbito da Universidade Estadual de Campinas. O acesso à universidade foi modificado com a criação do Programa de Ação Afirmativa e Inclusão Social em 2004, que incentiva o acesso dos estudantes da rede pública de ensino (EP), bem como de estudantes autodeclarados pretos, pardos ou indígenas (PPI), com a adição de pontos à nota dos candidatos no vestibular. O método utilizado se pautou em pesquisa bibliográfica sobre políticas públicas de acesso ao ensino superior, além de analisar os dados do período de 2005 a 2018 disponíveis nas páginas eletrônicas da universidade. Como resultado, observa-se que a política apresenta dois momentos distintos, o primeiro até 2013 com uma modificação tímida na composição dos ingressantes EP e PPI. No segundo momento, há uma elevação no número de ingressantes provenientes de EP alcançando o percentual de 50% do número de ingressantes em 2017, em 2005 o percentual foi de 28%. Com relação aos estudantes PPI passou de 12% em 2005 para 24% em 2018, número que deverá crescer nos próximos anos, pois a Universidade aprovou o programa de cotas étnico-raciais que será implementado a partir de 2019. Apesar dos números favoráveis, o artigo discute os desafios colocados à Universidade para criar condições de permanência para jovens de famílias pobres de primeira geração na Universidade.</p> André Pires, Bruna Mara da Silva Wargas ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 http://seer.upf.br/index.php/rep/article/view/8367 Qui, 13 Dez 2018 15:13:46 -0200 Análise crítica dos instrumentos de avaliação de cursos de graduação do Sinaes http://seer.upf.br/index.php/rep/article/view/8401 <p>Há pouco tempo o SINAES completou uma década tendo como uma de suas principais metas a melhoria da qualidade das instituições e dos cursos. Para alcançar esse importante objetivo, é fundamental que os instrumentos avaliativos empregados pelo sistema possuam adequação conceitual e técnica. Assim, após dez anos de operacionalização, cabe perguntar: Especificamente no âmbito da avaliação dos cursos, os instrumentos empregados pelo SINAES conseguem ‘separar o joio do trigo’? Com o objetivo de contribuir no esclarecimento de tal questão, o presente artigo desenvolve, por meio de revisão da literatura e comparação de resultados, uma análise crítica dos instrumentos de avaliação de cursos de graduação do SINAES. O estudo evidenciou que os instrumentos visitas in loco e Enade não possuem os atributos de validade e confiança.</p> Julio Cesar Godoy Bertolin ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 http://seer.upf.br/index.php/rep/article/view/8401 Qui, 13 Dez 2018 15:15:32 -0200 Festival de Declamação: em prol da leitura e da oralidade nos ensinos básico e superior http://seer.upf.br/index.php/rep/article/view/7880 <p>Neste artigo, refletimos sobre os cinco anos do projeto de extensão intitulado “Festival de Declamação”. A ação, que nasceu, em 2013, como uma extensão, uma das principais atividades do Programa de Bolsa de Incentivo à Docência – PIBID, engloba autores diversificados: acadêmicos e professores do curso de Letras e estudantes e professores das escolas públicas da cidade de Dourados, no Mato Grosso do Sul. Mais do que relatar o projeto, refletimos sobre as dificuldades em mediar a leitura e a interpretação na Educação Básica e na Universidade e demonstramos como a poesia/o poema contribui para esta tarefa, ao mesmo tempo em que torna visível sujeitos que se perdem em ambientes escolares marcados pela super lotação e pela precária estrutura. A comunidade envolvida na organização do projeto, que atinge atualmente estudantes de seis escolas públicas de Dourados-MS, formada por acadêmicos que integram programas valiosos como o PIBID e o Projeto de Ensino Tutorial (PET) e dos professores da rede pública que atuam como supervisoras do PIBID, são sujeitos que aceitam o desafio de fugir à rotina escolar, promovendo um espaço de formação importante, quase nunca possibilitado pelo excesso de conteúdo programático estipulado pelos órgãos governamentais.</p> Alexandra Santos Pinheiro, Edilaine Buin ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 http://seer.upf.br/index.php/rep/article/view/7880 Qui, 13 Dez 2018 15:16:48 -0200 Os impactos do PAR na educação infantil do campo: um estudo exploratório http://seer.upf.br/index.php/rep/article/view/8336 <p>O objetivo deste artigo é analisar os impactos do Plano de Ações Articuladas - PAR - na política de educação infantil do campo em três municípios da Bahia, a saber: Ilhéus, Itabuna e Vitória da Conquista. A pesquisa realizada foi qualitativa, de natureza exploratória, cujos instrumentos de coleta de dados foram: revisão de literatura, entrevistas semiestruturadas, questionários e análise documental. Dentre os sujeitos da pesquisa temos pessoas das secretarias de educação que atuam no monitoramento do PAR, bem como, integrantes da coordenação de escolas do campo. Os resultados apontam que algumas ações das dimensões do PAR foram implementadas nos municípios pesquisados por meio de vários programas educacionais, porém, os dados evidenciaram que o pacto federativo, embora articule diferentes dimensões para o atendimento educacional, ainda não significa um avanço na cobertura do atendimento às crianças de 0 a 5 anos no campo, tampouco, na consideração das especificidades das práticas educativas nessa etapa da educação.</p> Arlete Ramos dos Santos, Elenice de Brito Teixeira Silva, Cândida Maria Santos Daltro Alves ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 http://seer.upf.br/index.php/rep/article/view/8336 Qui, 13 Dez 2018 16:26:28 -0200 Juventudes e ensino médio: direitos humanos e ensino para a diversidade http://seer.upf.br/index.php/rep/article/view/8110 <p>Este artigo visa compreender os conhecimentos de educadores do Ensino Médio concernentes aos direitos humanos e à diversidade, bem como as práticas educativas que envolvem essa temática com vistas à formação cidadã das juventudes, público estritamente marcado pela heterogeneidade. Para atender aos objetivos, realiza-se uma pesquisa de caráter qualitativo do tipo estudo de caso com oito docentes do Ensino Médio público do Ceará selecionados aleatoriamente. A metodologia consiste na história oral temática, sendo os dados coletados mediante entrevistas híbridas – gravadas, transcritas, textualizadas e validadas – complementadas com o diário de campo. Constata-se que os professores não costumam associar tais construtos à prática docente, resultado possivelmente da ausência da discussão dessa temática na formação inicial e da inexistência de formação continuada. Além de escassas, quando há menção ao respeito às diferenças, tolerância e condutas pacíficas, a abordagem é insuficiente, dada a carência de materiais didáticos e o pouco realce pelos currículos quanto à abordagem desses temas em sala. Evidencia-se que, apesar das situações conflituosas entre os jovens, não há formação em direitos humanos, pois a docência desenvolvida pelos educadores do Ensino Médio enfatiza os conteúdos livrescos e a preparação para o Exame Nacional do Ensino Médio.</p> Lia Machado Fiuza Fialho, Francisca Genifer Andrade de Sousa, Tânia Maria Rodrigues Lopes ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 http://seer.upf.br/index.php/rep/article/view/8110 Qui, 13 Dez 2018 15:19:10 -0200 Contribuições da técnica de "associação livre de palavras" para a compreensão da sexualidade na adolescência http://seer.upf.br/index.php/rep/article/view/6126 <p>Este artigo discute partes de resultados de uma pesquisa maior, Sexualidade na adolescência: contribuições da teoria das representações sociais para a Educação Básica, com o apoio da FAPEMIG/Edital 13/2012 – Pesquisa em Educação Básica. Discute, especificamente as contribuições da “Técnica de Associação Livre de Palavras” (TALP), processadas no software EVOC, para a compreensão da sexualidade na adolescência. Parte do princípio de que um dos aspectos da vida do adolescente que frequentemente tem sido apontado como motivo de preocupação, tanto da família como da escola, tem sido o desenvolvimento da sexualidade. Propõe identificar o núcleo central e periférico das representações sociais construídas por 139 alunos do 7º, 8º e 9º ano, do ensino fundamental, de uma escola municipal de Uberaba, sobre a sexualidade na adolescência. Toma como referencial teórico-metodológico a Teoria das Representações Sociais de Moscovici (2003) e a subteoria do Núcleo Central de Abric (2000). As análises realizadas a partir dos resultados da “TALP” e do EVOC apontam que esses alunos estão construindo representações sociais ancoradas em elementos que demonstram uma compreensão limitada da sexualidade na adolescência. Em razão disso, o estudo mostra a necessidade de um trabalho de orientação sexual nessa escola.</p> Vania Maria Oliveira Vieira ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 http://seer.upf.br/index.php/rep/article/view/6126 Qui, 13 Dez 2018 15:20:38 -0200 Biologia do amar: pistas para recriar sensibilidade humana e ambiental http://seer.upf.br/index.php/rep/article/view/7213 <p>O contexto das crises, econômica, de recursos naturais e existenciais são reflexos de crises em âmbito cultural e também de crise no universo das experiências formativas. Crises que evidenciam o desencanto do ser humano, a sensação de vazio interior, o distanciamento interrelacional, ansiedade e angústia traduzidas em estresse e enfermidades somáticas. Como alternativa a esse cenário intranquilo e ameaçador nosso objetivo é propor uma possibilidade formativa a ser desenvolvida em escolas, como ações pedagógicas e formativas no âmbito da biologia do amar em consonância com a ternura. A investigação, com base em referenciais teóricos, tem como fonte principal as contribuições de Maturana e Yáñez (2009) e Fernández (2010). Para os autores muitos são os aspectos que desencadeiam as crises existenciais do Homo sapiens demens e, nesse sentido, a educação torna-se referência fundamental como possibilitadora de experiências formativas estratégicas e despertadoras do emocionar do amar e da ternura como perspectivas humanizadoras.</p> Roque Strieder, Araceli Girardi ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 http://seer.upf.br/index.php/rep/article/view/7213 Qui, 13 Dez 2018 15:22:41 -0200 Diálogo com educadores http://seer.upf.br/index.php/rep/article/view/8965 Denise Leite ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 http://seer.upf.br/index.php/rep/article/view/8965 Qui, 13 Dez 2018 16:31:36 -0200 Avaliar para melhor colaborar, colaborar para melhor avaliar: resenha da obra “Evaluating collaboration networks in higher education research: drivers of excellence” http://seer.upf.br/index.php/rep/article/view/8627 Bernardo Sfredo Miorando ##submission.copyrightStatement## https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 http://seer.upf.br/index.php/rep/article/view/8627 Qui, 13 Dez 2018 15:25:17 -0200