Trilhas da avaliação da educação superior no Brasil: Os (des)caminhos em direção ao Sinaes

Palavras-chave: Políticas para Educação Superior, Mercadorização do ensino, Sistema de Avaliação da Qualidade da Educação Superior, SINAES.

Resumo

Neste artigo pretende-se desenhar o caminho percorrido pelas reformas na Educação Superior, no cenário latino-americano e brasileiro, propiciando, assim, a implantação de políticas para a educação superior que visavam a criação de um sistema de avaliação da qualidade da educação superior brasileiro – O Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior - SINAES. Ao se percorrer esse caminho, neste texto, evidenciam-se algumas questões norteadores que modificaram o cenário da oferta da educação superior no território nacional, envolvendo a inclusão de um cenário de medidas consideradas mais eficazes, em uma educação superior mais “produtivista, bem administrada, com baixo custo e politicamente não questionadora [...]” (ROSAS, 1992, p. 27). Esse cenário de Reformas propiciará a entrada de concepções mercadológicas do capital financeiro, com eventos como a globalização e mercadorização da educação superior. O cenário neoliberal das políticas voltadas para o asseguramento da qualidade da educação superior não se forma ao acaso, é, sim, resultado das pressões mercantilistas que têm no ensino superior a possibilidade de comercialização.

Biografia do Autor

Margareth Guerra dos Santos, UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ-UNIFAP
Doutora em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul –UFRGS (Capes conceito 6), Doutora em Sociologia pela Universidade Federal do Ceará (Capes 5).Docente do Departamento de Educação da Universidade Federal do Amapá- UNIFAP. Pesquisadora do grupo INOVAVAL (UFRGS), do Grupo GEMTE (UNIFAP) e da Rede UNIVERSITAS (BRASIL). É consultora do INEP, atuando como avaliadora das condições do ensino superior desde 2006. Tem produção cientifica na área da educação, com experiência docente na área do Planejamento e Políticas Públicas. Atualmente, é coordenadora de Projeto de pesquisa na área da avaliação da qualidade e coordenadora do curso de capacitação em nível de extensão “Violência contra Mulher: Táticas e processos de transformação. Possui experiência em gestão da educação básica (Diretora de Unidade de Ensino), gestão da educação superior (Pro – Reitora, Diretora de Departamento de Educação (COEG), de Educação à distância (Coordenação de Curso).
Publicado
2018-12-13
Como Citar
Santos, M. (2018). Trilhas da avaliação da educação superior no Brasil: Os (des)caminhos em direção ao Sinaes. Revista Espaço Pedagógico, 26(1), 117 - 138. https://doi.org/10.5335/rep.v26i1.8355