A utilização dos mapas conceituais no ensino de ciências nos anos iniciais

  • Leonir Lorenzetti Universidade Federal de Santa Catarina
  • Virginia Rotters da Silva Universidade Federal do Paraná
Palavras-chave: Anos iniciais. Ensino de ciências. Mapas conceituais.

Resumo

Este trabalho analisou as contribuições do uso do mapa conceitual no processo de ensino e aprendizagem com alunos do 4º ano do ensino fundamental de uma escola pública municipal de Araucária, PR. Partindo-se de uma sequência didática sobre a água, foi solicitado aos alunos que elaborassem, em grupo, um mapa conceitual que expressasse o conhecimento científico construído ao longo de seis aulas. Os mapas conceituais foram analisados a fim de verificar como o conhecimento foi representado bem como a compreensão da técnica de mapeamento. Verificou-se que o mapa conceitual se mostrou importante na representação do conhecimento dos alunos, que houve ampliação do vocabulário científico proposto no plano de aula, porém, sem profundidade nas relações entre conceitos, pois nem todos os alunos demonstraram compreensão plena daquilo que representaram. Constatou-se que os alunos tiveram dificuldade para representar o conhecimento por meio dos mapas, não porque não sabiam, mas pela inexperiência na sua construção e utilização, demonstrando assim a necessidade de um período maior de tempo para aplicação e intervenções.

Biografia do Autor

Leonir Lorenzetti, Universidade Federal de Santa Catarina
Doutor em Educação Científica e Tecnológica pela Universidade Federal de Santa Catarina. Professor da Universidade Federal do Paraná, no curso de licenciatura em Química e Ciências Biológicas e no Programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências e em Matemática.
Virginia Rotters da Silva, Universidade Federal do Paraná
Mestre em Educação em Ciências e em Matemática pela Universidade Federal do Paraná. Professora do quadro da Secretaria Municipal de Educação de Curitiba.
Publicado
2018-05-28
Como Citar
Lorenzetti, L., & da Silva, V. (2018). A utilização dos mapas conceituais no ensino de ciências nos anos iniciais. Revista Espaço Pedagógico, 25(2), 383-406. https://doi.org/10.5335/rep.v25i2.8170