Ética, democracia e educação em John Dewey: uma releitura de Democracia Educação à sombra da ontologia do presente

  • Pedro Angelo Pagni Universidade Estadual Paulista
Palavras-chave: Democracia. Dewey. Educação. Ética. Foucault.

Resumo

Este ensaio discute a crise da jovem democracia brasileira a partir de uma releitura da noção deweyana de democracia, desenvolvida à sombra da ontologia do presente de Michel Foucault. Desta perspectiva, indica-se uma outra entrada de leitura para Democracia e educação, mais concernente ao tempo presente, e propõe-se a possibilidade de sua atualidade, cem anos depois de sua publicação, para pensar a crise democrática brasileira. A proposta é a de ler essa obra a partir de um problema da democracia posto por Michel Foucault em seus últimos cursos e da inflexão ética que evoca acerca da política na atualidade. Especificamente, objetiva-se analisar os efeitos daquele problema sobre a educação e discutir a hipótese de que esta poderia se constituir em uma forma de resistência a certo esvaziamento da democracia representativa no presente. Ao retomar a noção deweyana de democracia como uma forma ética de vida, defende-se que essa hipótese seria possível no âmbito educativo, sobretudo, se fosse recobrada do ponto de vista não de uma sociedade cada vez mais inclusiva, como requerido pelo seu original formulador, mas de uma sociedade em que a diferença seja o seu princípio e o seu fim, como sugere a perspectiva política foucaultiana.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Pedro Angelo Pagni, Universidade Estadual Paulista
Doutor em Educação e livre-docente em Filosofia da Educação pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho. Professor adjunto da Universidade Estadual Paulista Campus Marília. Pesquisador do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico.
Publicado
2018-04-25
Como Citar
PAGNI, P. Ética, democracia e educação em John Dewey: uma releitura de Democracia Educação à sombra da ontologia do presente. Revista Espaço Pedagógico, v. 25, n. 1, 25 abr. 2018.