Internacionalização acadêmica e/ou inclusão do estudante estrangeiro em Portugal: diversidade e diferença em questão

Cláudia Madruga Cunha

Resumo


O estudo aborda o impacto da internacionalização e sua relação com a qualidade da educação superior. Analisa o tema a partir de uma investigação que teve como cenário a Universidade do Porto, em Portugal, incluindo gestores, pesquisadores e estudantes brasileiros. Para análise dos dados, toma como referência pressupostos do multiculturalismo ligado às teorias de Veiga-Neto, Stoer e Cortesão. Assume três conceitos, vindos dessas teorias, como pano de fundo para propor as dimensões de análise: inclusão, diversidade e diferença. Os resultados indicam a complexidade do tema e a importância de sua exploração. No caso das IES portuguesas, expressam a condição particular de um compromisso com a internacionalização solidária com as antigas colônias, ao mesmo tempo que o fenômeno contribui com a sustentabilidade das universidades portuguesas e para consolidação de seu prestígio. Em relação aos estudantes, a experiência contribui para o sentimento de pertencimento a um lugar temporário e fluído na sala de aula, onde o estudante estrangeiro constrói novos valores referentes à educação superior. As análises estimularam inferências no campo cultural, acadêmico e político.

Palavras-chave


Educação superior. Internacionalização. Multiculturalismo.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5335/rep.v24i1.6996