Livro didático de Língua Portuguesa: contribuições e implicações em sala de aula nas séries iniciais

  • Priscila Ribas Sá UESB - Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia
  • Lúcia Gracia Ferreira Universidade Federal de São Carlos - UFSCar
Palavras-chave: Prática docente. Aprendizagem. Livro didático de Língua Portuguesa.

Resumo

Este artigo tem como objetivo identificar e analisar as contribuições e implicações do uso do livro didático de Língua Portuguesa na prática docente em sala de aula do ensino fundamental – anos iniciais. Para isso, refletimos sobre a importância do livro didático de Língua Portuguesa como instrumento que está presente na sala de aula, para o ensino da leitura e da escrita, mas que, muitas vezes, apresenta algumas implicações na sua utilização, sendo empregado como o único recurso na prática docente, mesmo tendo em vista que este não dá conta das especificidades, da diversidade e das características de cada turma. A pesquisa realizada teve uma abordagem qualitativa e de caráter exploratório, com aplicação de questionário com perguntas abertas e análise documental (livros didáticos de Língua Portuguesa). Foi desenvolvida em uma escola pública de ensino fundamental -anos iniciais, do município de Itapetinga-Bahia. Os resultados da pesquisa apresentaram que o uso do livro didático na prática docente de maneira responsável, criativa e crítica contribui na aprendizagem dos alunos, mas sugere que a escolha e a utilização do livro didático de Língua Portuguesa devem ser seguidas de formação continuada dos professores, pois essas etapas são cruciais para um bom andamento do processo ensino-aprendizagem.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Priscila Ribas Sá, UESB - Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia
Pedagoga pela UESB/Itapetinga.
Lúcia Gracia Ferreira, Universidade Federal de São Carlos - UFSCar
Doutora em Educação pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCar)
Publicado
2015-07-16
Como Citar
SÁ, P.; FERREIRA, L. Livro didático de Língua Portuguesa: contribuições e implicações em sala de aula nas séries iniciais. Revista Espaço Pedagógico, v. 22, n. 1, 16 jul. 2015.