A ideia da formação (universitária) e sua deformação econômica: um cântico final

  • Dirk Stederoth Universidade de Kassel/Alemanha
Palavras-chave: Educação Superior. Economicização da Educação. Bildung. Autonomia. Liberdade.

Resumo

O artigo procura fazer um breve balanço da situação universitária alemã, tomando como referência os efeitos produzidos pela introdução das medidas e exigências oriundas da Declaração de Bolonha. Primeiro expõe e analisa cada uma das seis principais medidas da Declaração. Na sequência, indica as consequências visíveis que ela provoca, do ponto de vista pedagógico e intelectual, na formação dos estudantes, dedicando-se, também, a analisar, brevemente, seus efeitos na educação primária e secundária. Por fim, com o intuito de realizar um balanço crítico da situação, recorre ao sentido clássico da formação alemã (Bildung), destacando três de seus muitos aspectos. No bojo da discussão, encontra-se o esforço em empreender a crítica à tendência mundial, e especialmente alemã, de economicização da educação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Dirk Stederoth, Universidade de Kassel/Alemanha
Possui graduação, mestrado, doutorado e livre-docência em Filosofia pela Universidade de Kassel, Alemanha.
Publicado
2013-10-04
Como Citar
STEDEROTH, D. A ideia da formação (universitária) e sua deformação econômica: um cântico final. Revista Espaço Pedagógico, v. 20, n. 1, 4 out. 2013.