Educação matemática: possibilidades de uma tendência histórico-cultural

  • Ademir Damazio Universidade do extremo sul de Santa Catarina - Unesc
  • Josélia Euzébio da Rosa UNISUL – Tubarão, SC
Palavras-chave: Educação matemática. Tendências. Teoria histórico-cultural.

Resumo

A proposição, no presente texto, é a reflexão sobre as possibilidades de emergência, no contexto educacional e científico brasileiro, de uma tendência em educação matemática com fundamentos na teoria histórico-cultural. A necessidade do estudo se apresenta pela indiferença da literatura, que trata da temática, em não mencioná-la, mesmo com as evidências postas no cenário de ensino e de pesquisa. Destacam-se dois argumentos: 1) a base teórica e sua expressão nas investigações relacionadas ao ensino e à aprendizagem da matemática realizadas pelos estudiosos russos, entre os quais Vygotski, Luria, Leontiev, Davydov, Galperin, Krutestskii, Kalmykova e Talyzina; 2) grupos de pesquisa cadastrados na Plataforma Lattes do CNPq, cuja referência são os resumos ali expressos por explicitarem os respectivos objetos de estudo e os fundamentos na teoria histórico-cultural. Como decorrência, anunciam-se alguns indicativos de futuros estudos que poderiam reafirmar ou descaracterizar a tendência de educação matemática histórico-cultural.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ademir Damazio, Universidade do extremo sul de Santa Catarina - Unesc
Professor do PGGE/UNESC – Criciúma, SC
Josélia Euzébio da Rosa, UNISUL – Tubarão, SC
Professora do PPGE/UNISUL – Tubarão, SC.
Publicado
2013-10-04
Como Citar
DAMAZIO, A.; DA ROSA, J. Educação matemática: possibilidades de uma tendência histórico-cultural. Revista Espaço Pedagógico, v. 20, n. 1, 4 out. 2013.