A formação de professores para as séries iniciais do ensino fundamental: uma quase inação, controle e desoneração em termos de políticas públicas

  • Geraldo Antônio da Rosa Universidade do Planalto Catarinense, Lages - SC
Palavras-chave: Formação de professores. Séries iniciais. Inação. controle. Desoneração.

Resumo

Este trabalho propõe-se analisar a formação de professores no estado de Santa Catarina para as séries iniciais do ensino fundamental, destacando uma quase inação, controle e desoneração por parte do Estado em termosde políticas públicas. Temos como ponto de partida as seguintes questões problema: Existem, em termos de políticas públicas, uma quase inação, controle e desoneração por parte do Estado de Santa Catarina no processo de formação de professores para asséries iniciais do ensino fundamental? Em que medida os documentos dos organismos internacionais que buscam traçar diretrizes para a educação são efetivados na prática? Objetivamos estabelecer reflexão a respeito do processo de formação de professores no Brasil a partir da vinda dos jesuítas até o momento histórico atual, evidenciando momentos relevantes da história da educação brasileira, bem como no estado de Santa Catarina. Buscaremos pontuar na atualidade alguns aspectos referentes aos documentos e compromissos firmados em encontros internacionais e a efetivação política dessas diretrizes, uma vez que observamos por meio de avaliações que muitas das decisões não são efetivamentecolocadas em prática, sendo também abordados alguns aspectos referentes ao processo de formação de professores no estado de Santa Catarina. Inicialmente, será feita uma análise do processo de formação de professores no Brasil ao longo de sua história, destacando os encontros e articulações dos organismos internacionais e a práxis dos compromissos assumidos em termos de políticas públicas. Num segundo momento, serão abordados aspectos gerais da formação de professores para as séries iniciais do ensino fundamental no estado de Santa Catarina, procurando trazer uma reflexão a respeito de certa inação, controle e desoneração do poder público estadual em relação a esse processo a partir da década de 1960.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Geraldo Antônio da Rosa, Universidade do Planalto Catarinense, Lages - SC
Doutor em Teologia pela EST na área de concentração: Religião e Educação. Mestre em Educação. Professor do Programa de Mestrado em Educação da Universidade do Planalto Catarinense, Lages - SC, e docente da Universidade do Contestado, Campus de Curitibanos.
Publicado
2012-01-27
Como Citar
ROSA, G. A formação de professores para as séries iniciais do ensino fundamental: uma quase inação, controle e desoneração em termos de políticas públicas. Revista Espaço Pedagógico, v. 18, n. 1, 27 jan. 2012.