Relação com o saber e território: experiências de estudantes em tempo integral

  • Maria Celeste Reis Fernandes de Souza Universidade Vale do Rio Doce (Univale) https://orcid.org/0000-0001-6955-5854
  • Miria Núbia Simões Lourenço Pesquisadora no Núcleo Interdisciplinar de Educação, Saúde e Direito (NIESD/Univale). Professora da rede municipal de ensino de Governador Valadares, Brasil https://orcid.org/0000-0003-0916-7547
Palavras-chave: Relação com o saber. Tempo integral. Território.

Resumo

O artigo analisa as relações que estudantes do Ensino Fundamental (EF) estabelecem com os saberes na Escola em Tempo Integral em uma experiência de saída da escola em direção a outros espaços da cidade. O aporte teórico e metodológico inclui os estudos de Bernard Charlot, em diálogo com autores da Geografia e autores que discutem a Educação Integral. Os sujeitos são estudantes dos dois últimos anos do EF, e os dados foram gerados por meio do balanço de saber e entrevistas. A análise, inspirada em Charlot (2009), concentrou-se nas aprendizagens evocadas pelos sujeitos e o movimento no território. Os resultados indicam a importância da experiência para os sujeitos, entretanto, apontam-se como fragilidades a dificuldade de apropriação efetiva dos territórios e a força da forma escolar que impregna a experiência analisada. Colocar em diálogo o sujeito transitando entre o espaço da escola e da cidade, no movimento desencadeado pela ETI, ou por outras experiências em tempo integral que tomam a cidade como fonte de aprendizado, instiga a refletir sobre a necessidade de apreender esses espaços como territórios que podem contribuir na construção da educação integral, e não apenas da escolarização em tempo integral.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Celeste Reis Fernandes de Souza, Universidade Vale do Rio Doce (Univale)
Doutora em Educação pela Universidade Federal de Minas Gerais. Pós-doutoramento em educação na Universidade Federal de Sergipe. Docente no Programa de Pós-Graduação em Gestão Integrada do Território da Universidade Vale do Rio Doce (Univale), Brasil.
Miria Núbia Simões Lourenço, Pesquisadora no Núcleo Interdisciplinar de Educação, Saúde e Direito (NIESD/Univale). Professora da rede municipal de ensino de Governador Valadares, Brasil
Mestre em Gestão Integrada do Território pela Univale. Pesquisadora no Núcleo Interdisciplinar de Educação, Saúde e Direito (NIESD/Univale). Professora da rede municipal de ensino de Governador Valadares, Brasil.
Publicado
2021-03-16
Como Citar
SOUZA, M.; LOURENÇO, M. Relação com o saber e território: experiências de estudantes em tempo integral. Revista Espaço Pedagógico, v. 27, n. 3, p. 876-900, 16 mar. 2021.