Ações afirmativas: uma análise do acesso e da permanência dos alunos cotistas do IFSul

  • Márcia Helena Sauaia Guimarães Rostas Professora no colégio Claretiano, Rio Claro-SP e na rede estadual de Educação do estado de São Paulo https://orcid.org/0000-0003-4949-0023
  • Maria Cecília Isaacsson Instituto Federal Sul-rio-grandense: Pelotas/RS https://orcid.org/0000-0002-1128-3857
  • Rafael Montoito Professor no programa de pós-graduação em Educação do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Sul-rio-grandense https://orcid.org/0000-0002-3294-3711
Palavras-chave: Educação. Êxito escolar. Ingresso por Cotas. Permanência. Políticas Afirmativas.

Resumo

O presente trabalho é resultado de uma dissertação que analisou o ingresso por cotas nos cursos técnicos de nível médio da forma integrada do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Sul-rio-grandense (IFSul), campus Pelotas, e o quadro geral dos alunos cotistas no que tange às políticas de ações afirmativas de permanência e ao êxito escolar. Para tal, utilizamos como metodologia o estudo de caso e a análise de  categorias referentes ao recebimento ou não de benefícios oferecidos pela instituição, com abordagem qualitativa (estudo dos referenciais teóricos acerca da temática) e quantitativa (análise dos dados sistêmicos). Quanto à coleta de dados, usamos pesquisa bibliográfica, extração de dados sistêmicos e aplicação de questionário ao universo de alunos que ingressaram em 2014/1. Ao final, concluímos que as cotas podem promover uma “pseudo” mobilidade social e que o aluno que ingressa por este sistema não vincula a isso sua permanência ou êxito escolar.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Márcia Helena Sauaia Guimarães Rostas, Professora no colégio Claretiano, Rio Claro-SP e na rede estadual de Educação do estado de São Paulo
Graduada em Pedagogia pela universidade Federal do Maranhão; especialista em magistério superior pelo Centro Universitário do Maranhão; Mestre em Economia pela universidade Federal e de Pernambuco; Doutora em Linguística e Língua Portuguesa pela Universidade Estadual Paulista Julio de Mesquita Filho - Unesp - Araraquara. Professora no programa de pós-graduação em Educação do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Sul-rio-grandense
Maria Cecília Isaacsson, Instituto Federal Sul-rio-grandense: Pelotas/RS
Graduada em Direito pela Universidade Católica de Pelotas (UCPel); Licenciada em Formação Docente para a Educação Básica - Letras pela Faculdade Educacional da Lapa; Especialista em Direito Civil e Processual Civil pela Faculdade Anhanguera Pelotas; Mestre em Educação e Tecnologia pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Sul-rio-grandense (IFSul); Doutoranda em Educação e Tecnologia no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Sul-rio-grandense (IFSul) 
Rafael Montoito, Professor no programa de pós-graduação em Educação do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Sul-rio-grandense
  Graduado em Matemática pela Universidade Federal de Pelotas; Mestre em Ciências Sociais Aplicadas pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte; Doutor em Educação para a Ciência pela Universidade Estadual Paulista Julio de Mesquita Filho - Unesp - Bauru.  Professor no programa de pós-graduação em Educação do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Sul-rio-grandense.
Publicado
2021-03-16
Como Citar
ROSTAS, M.; ISAACSSON, M.; MONTOITO, R. Ações afirmativas: uma análise do acesso e da permanência dos alunos cotistas do IFSul. Revista Espaço Pedagógico, v. 27, n. 3, p. 808-833, 16 mar. 2021.