Produzir e compartilhar: a produção de professores da educação básica no YouTube

Palavras-chave: Autoria. Cibercultura. Educação Básica. Formação Docente. Youtube

Resumo

Este artigo é resultado de uma pesquisa que buscou compreender as possibilidades de utilização do Youtube na educação, envolvendo uma proposta de criação e cocriação de vídeos, junto aos professores da educação básica. A metodologia utilizada foi a pesquisa-formação, a qual requer do pesquisador uma implicação com os sujeitos e com os dispositivos da investigação. Nesse sentido, foi criado um dispositivo autoral de formação continuada docente, a oficina “Possibilidades do uso da rede social Youtube na educação”. A pesquisa-formação tem como aporte teórico Josso (2010), Macedo (2009, 2010) e Santos (2014). Os dispositivos para levantamento de dados foram: observação, diálogo com os participantes e diários de campo. Como resultado, verificou-se que nem todos os professores se apropriaram da dinâmica de criação e/ou cocriação de vídeos, bem como do compartilhamento de suas produções. Alguns demonstraram insegurança e resistência. Desta forma, concluímos que a ausência de práticas autorais e dinâmicas, por parte dos professores envolvidos, está relacionada principalmente a dois fatores: dificuldade de imersão na cibercultura e de disponibilidade para a realização de atividades de formação continuada, pois as políticas educacionais, seja no nível municipal, estadual ou federal, não têm possibilitado para que os professores tenham disponibilidade para realizar sua formação continuada.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Simone Lucena, Universidade Federal de Sergipe
Doutora em Educação. Professora do Depart. de Educação e do Programa de Pós-graduação em Educação da Universidade Federal de Sergipe / Campus Universitário Prof. Alberto Carvalho. Líder do ECult - Grupo de Pesquisa em Educação e Culturas digitais
Publicado
2021-09-16
Como Citar
LUCENA, S.; DA MOTA, G.; SANTOS, S. V. Produzir e compartilhar: a produção de professores da educação básica no YouTube. Revista Espaço Pedagógico, v. 28, n. 1, p. 321-338, 16 set. 2021.