Experiências narrativas de professoras iniciantes: movimentos de socialização no cotidiano escolar

Palavras-chave: Socialização profissional, Professoras iniciantes, Narrativas, Cotidiano escolar, Pesquisaformação

Resumo

O presente artigo tem como objetivo compreender os processos de socialização profissional de professoras iniciantes no cotidiano escolar, bem como refletir acerca da constituição das experiências nos primeiros anos da docência. O estudo foi desenvolvido tendo como referência a abordagem da pesquisaformação narrativa (auto)biográfica em educação, primando pelos seguintes dispositivos metodológicos: imersão no cotidiano escolar, conversas, diário de pesquisa e narrativas escritas. Participaram da pesquisa três professoras iniciantes que possuem formação em Pedagogia e atuam no 5º ano do Ensino Fundamental em duas escolas da rede pública municipal de Caxias-MA. Para o processo de compreensão e interpretação das narrativas foi invocada a hermenêutica da narratividade e temporalidade em Paul Ricoeur. O desenvolvimento do trabalho indica que os processos de socialização da experiência no cotidiano escolar pelas professoras iniciantes acontecem por meio de “ocupações” exercidas em contratos precários para desenvolvimento de atividades didáticas e pedagógicas com as turmas, no tempo do trabalho extraclasse das professoras efetivas. Assim, as narrativas da experiência de início de carreira das professoras iniciantes apontam, ao mesmo tempo, para aprendizagens importantes na consolidação do campo profissional e, paradoxalmente, para aspectos de desprofissionalização do magistério das docentes em sua inserção no cotidiano institucional das escolas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Inês Ferreira de Souza Bragança, Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP)
Pós-Doutora pelo programa de Pós-Graduação em educação da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC/RS) e Doutora em Ciências da Educação pela Universidade de Évora-Portugal. Professora Doutora da Faculdade de Educação da Universidade Estadual de Campinas (FE/UNICAMP). É professora colaboradora do Programa de Pós-Graduação Processos Formativos e Desigualdades Sociais da Faculdade de Formação de Professores (FFP) da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ). É pesquisadora do Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação Continuada (GEPEC/UNICAMP) e do Núcleo de Pesquisa e Extensão Vozes da Educação (FFP/UERJ) e coordenadora do Grupo Interinstitucional de Pesquisaformação Polifonia (UNICAMP/UERJ).
Joelson de Sousa Morais, Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP)
Doutorando em Educação pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) na linha de pesquisa Formação de Professores e Trabalho Docente (Bolsista CAPES). Pesquisador do Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação Continuada (GEPEC/UNICAMP), do Grupo Interinstitucional de Pesquisaformação Polifonia (UNICAMP/UERJ) e do Grupo de Pesquisas Interdisciplinares: Educação, Saúde e Sociedade da Universidade Estadual do Maranhão (UEMA/CNPQ).
Publicado
2021-09-16
Como Citar
BRAGANÇA, I.; MORAIS, J. Experiências narrativas de professoras iniciantes: movimentos de socialização no cotidiano escolar. Revista Espaço Pedagógico, v. 28, n. 1, p. 297-320, 16 set. 2021.