Da sociedade ao indivíduo e de volta à sociedade: socialização e individuação em G. H. Mead

Palavras-chave: Educação. Socialização. Individuação. Ética. Democracia.

Resumo

Este ensaio tem por tema central os processos de socialização e de individuação em George Herbert Mead. Trata-se de um texto teórico e hermenêutico, com fins propedêuticos, ligado ao campo da filosofia da educação. O objetivo consiste em discutir como Mead, em seus escritos, compreende e descreve os processos de formação dos sujeitos sociais, e quais as possíveis correlações desses processos com a capacidade de viver em comunidade, sob a égide da ética e da democracia. No texto, argumenta-se que o processo de formação do self remete à socialização individuadora, e que a emergência da consciência do ‘si mesmo’ somente é possível por meio da interação e da participação efetiva na vida da comunidade. Por isso, é possível ponderar que a incapacidade de pensar e agir desde uma perspectiva social representa um déficit formativo, de reponsabilidade do próprio indivíduo e também da sociedade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cledes Antonio Casagrande, Universidade La Salle
Doutor em Educação pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. Docente e pesquisador no PPG em Educação da Universidade La Salle; Pró-Reitor Acadêmico e Vice-Reitor dessa mesma instituição.
Publicado
2021-09-16
Como Citar
CASAGRANDE, C. Da sociedade ao indivíduo e de volta à sociedade: socialização e individuação em G. H. Mead. Revista Espaço Pedagógico, v. 28, n. 1, p. 34-54, 16 set. 2021.