Revista Desenredo http://seer.upf.br/index.php/rd <p>A Revista <em>Desenredo</em> foi criada pelo Programa de Pós-Graduação em Letras da Universidade de Passo Fundo - UPF. O título da revista é baseado em um conto de Guimarães Rosa, publicado na obra <em>Tutaméia</em>, de 1967. Para quem não teve o prazer de ler esse texto, a narrativa trata de um marido apaixonado que, perante a reconhecida infidelidade da esposa, procura reconstruir ou desconstruir, pela persistência e pela linguagem, a má reputação da mulher: “Entregou-se a remir, redimir a mulher, à conta inteira. Incrível? É de notar que o ar vem do ar. De sofrer de amar, a gente não se desafaz.” A tentativa de fazer e refazer as verdades, de tornar a cada verdade uma outra, mais “nua e pura”, talvez seja, afinal, a meta dos editores e dos autores da <em>Desenredo</em>, periódico quadrimestral que atenta a diferentes temáticas, assuntos e questões, a cada volume, sob a ótica das áreas e das linhas de pesquisa que compõem o Mestrado em Letras da UPF.</p> <p>A Revista <em>Desenredo</em> adota o DOI (Digital Object Identifier) desde 2013 e, atualmente, é qualificada como B1 no Webqualis da Capes. Desde janeiro de 2015, é publicada somente em versão on-line, em três números por ano, contando com o apoio técnico e editorial da Editora UPF.</p> <p>ISSN Eletrônico:&nbsp;2236-5400</p> <p>&nbsp;</p> Universidade de Passo Fundo pt-BR Revista Desenredo 1808-656X <p><a href="http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/" rel="license"><img src="https://i.creativecommons.org/l/by-nc-nd/4.0/88x31.png" alt="Licença Creative Commons"></a><br>Este artigo está licenciado com a licença&nbsp;<a href="http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/" rel="license">Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional</a>.</p> Sumário http://seer.upf.br/index.php/rd/article/view/12473 Francisco Fianco ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2021-04-12 2021-04-12 16 3 Editorial http://seer.upf.br/index.php/rd/article/view/12474 Francisco Fianco ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2021-04-12 2021-04-12 16 3 O ensino/aprendizagem de Língua Portuguesa a partir dos gêneros do discurso http://seer.upf.br/index.php/rd/article/view/11235 <p>O presente artigo nasce a partir de um curso de formação continuada oferecido pelo PIBID (Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência) da Universidade Federal do Pampa (UNIPAMPA) aos professores de língua portuguesa da rede pública de Bagé-RS. O intuito da formação intitulada “O ensino/aprendizagem de Língua Portuguesa a partir dos gêneros do discurso” foi refletir sobre a importância que o texto ocupa no processo ensino/aprendizagem da língua portuguesa. Para isso, retomamos alguns pontos teóricos como: i) a mudança da nomenclatura da redação à produção de texto e a significação que comporta cada um dos termos; ii) a compreensão de gêneros a partir de Bakhtin (2003) e a transposição didática, segundo Schneuwly e Dolz (2004);&nbsp; iii)&nbsp; a importância de se pensar sobre as condições de produção de todo e qualquer texto. Por fim, os professores tiveram atividades práticas de escrita fundamentadas na teoria e que evidenciaram que trabalhar com o texto é deixar que a ‘vida’ invada o espaço da sala de aula.</p> Fabiana Giovani ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2020-07-22 2020-07-22 16 3 10.5335/rdes.v16i3.11235 Práticas de Compreensão Leitora no Ensino Médio: Leitor, Sentido, Texto e Módulo didático na Sala de Aula http://seer.upf.br/index.php/rd/article/view/11126 <p>Este artigo tem como objetivo: compreender as práticas leitoras de alunos(as) do Ensino Médio nas aulas de Língua Portuguesa a partir de gêneros quadrinhescos. A pesquisa foi realizada com alunos(as) do Ensino Médio da Escola Cidadã Integral Técnica Dr. Elpídio de Almeida, na cidade de Campina Grande - PB. No período de setembro a dezembro de dois mil e dezenove. O estudo se configura como do tipo qualitativo na abordagem da pesquisa-ação. A investigação evidenciou que os gêneros ilustrados quadrinhescos ativam a construção de sentidos via leitura com a mediação lúdica. Este artigo é parte de uma pesquisa de Mestrado desenvolvida no Programa de Pós-Graduação em Formação de Professores da Universidade Estadual da Paraíba.</p> Josimar Soares da Silva Patrícia Cristina de Aragão Araújo ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2020-07-22 2020-07-22 16 3 10.5335/rdes.v16i3.11126 Os novos sujeitos da hipermodernidade e suas novas formas de comunicação http://seer.upf.br/index.php/rd/article/view/11528 <p>Nosso objetivo é discutir e evidenciar as potencialidades dos multiletramentos para o ensino de língua espanhola (LE). Partimos do pressuposto de que não é possível ensinar um idioma &nbsp;isoladamente de seus valores sociais, culturais, políticos e ideológicos. Há objetivos que vão além do foco puramente linguístico, portanto, o novo idioma deve favorecer a interação, sob o viés intercultural, na diversidade, por meio das múltiplas linguagens que circundam nossa sociedade. Considerando o contexto de hipermodernidade e o perfil ubíquo do novo leitor, o ensino de LE necessita alinhar-se a perspectivas teóricas contemporâneas, a fim de prover uma aprendizagem significativa. Deve, portanto, contribuir com a formação de indivíduos com capacidade crítica e consciência social, criativos e conscientes da diversidade que constitui nosso mundo, local e globalmente.&nbsp; Diante disso, ilustramos nossa discussão por meio do Projeto ¡Viva Frida!, buscando contribuir com práticas de leitura e de escrita inovadoras e atrativas ao jovem aprendiz.</p> Mariane Rocha Silveira Luciane Sturm Elaine Ribeiro, BR ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2020-08-03 2020-08-03 16 3 10.5335/rdes.v16i3.11528 Um olhar (enunciativo) para o conceito de língua no trabalho de sala de aula http://seer.upf.br/index.php/rd/article/view/11376 <p>Este artigo objetiva discutir o conceito de língua no <em>Curso de linguística geral</em>, Ferdinand de Saussure (2012), e nos textos “A forma e o sentido na linguagem” e “Semiologia da língua”, de Émile Benveniste (1989). Esta escolha teórica se justifica pela necessidade de conceituar língua, buscando uma reflexão sobre seu ensino na escola de educação básica. A partir dessas leituras, percebemos que a relação entre os autores sobre o conceito de língua ocorre, principalmente, através da noção de signo, organizados em um sistema. Neste artigo, ao refletirmos sobre a relação entre os autores, percebemos que uma aproximação teoria é possível se tomarmos a língua em uso, com os signos manifestados na coletividade, o que, inegavelmente, é relevante ao pensarmos o ensino de língua na escola de educação básica. Para tanto, realizamos uma pesquisa bibliográfica e exploratória, em que percebemos que, uma noção enunciativa de língua é uma das possibilidades de trabalho efetivo com a língua materna na escola.</p> Claudia Toldo Gabriela Schmitt Prym Martins ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2020-08-03 2020-08-03 16 3 10.5335/rdes.v16i3.11376 Representações sobre a escola ideal para adolescentes dos anos finais do ensino fundamental em contexto de medida socioeducativa de internação http://seer.upf.br/index.php/rd/article/view/11468 <p>Os atos infracionais cometidos por adolescentes no Brasil podem ser indicadores de um acesso restrito a direitos fundamentais, à cidadania e à justiça social. A escolarização de adolescentes em medida socioeducativa de internação integra o complexo panorama de adolescentes nos anos finais do ensino fundamental. Face a essa realidade, o objetivo deste artigo é analisar duas representações verbo-visuais sobre a escola ideal, produzidas por adolescentes de uma escola inserida em uma grande unidade de internação socioeducativa do sul do país. Os registros em análise apontam para problemas relativos à escola, juventudes e violência. Destaca-se, assim, a importância de a prática docente dialogar com a historicidade expressa na/pela linguagem dos jovens, especialmente no espaço socioeducativo, para que boas oportunidades de ensino e de aprendizagem se constituam como práticas concretas e efetivas.</p> Sabrina Cecília Moraes Bastos Cátia de Azevedo Fronza ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2020-08-10 2020-08-10 16 3 10.5335/rdes.v16i3.11468 Divulgação científica e ensino de língua portuguesa: reflexões sobre uma proposta de trabalho no ensino médio http://seer.upf.br/index.php/rd/article/view/11472 <p>Muitas escolas brasileiras já adotaram uma metodologia de ensino pela pesquisa, contribundo, dessa forma, para o letramento científico dos estudantes. Nesse contexto, é papel da escola básica oferecer oportunidades para que estudantes-pesquisadores, além de divulgarem suas pesquisas para seus pares, possam também divulgá-las a um público não especialista. Este artigo discute os resultados de uma proposta pedagógica que buscou levar a divulgação científica para a sala de aula de língua materna. A proposta, aplicada em uma escola pública de ensino médio técnico, culminou com a produção de um texto pertencente ao gênero discursivo notícia na esfera do jornalismo de divulgação científica. Os resultados evidenciaram a importância de se trabalhar com a divulgação científica e reafirmaram a necessidade de que as propostas de ensino de língua materna estejam vinculados às práticas sociais. Além disso, reforçaram a importância da interação entre professora e estudantes e, também, entre os próprios estudantes.</p> <p>&nbsp;</p> Daiana Campani Luciene Juliano Simões ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2020-10-05 2020-10-05 16 3 10.5335/rdes.v16i3.11472 LeR Info: uma proposta de material didático digital para o ensino de leitura e produção do gênero multimodal infográfico no Google Classroom http://seer.upf.br/index.php/rd/article/view/11431 <p>Em Linguística Aplicada, pesquisas reportam análise de gêneros discursivos e multimodais e trazem sugestões de sequências didáticas para uso em aulas, porém, raramente se encontra a descrição de materiais digitais para aulas de língua portuguesa na modalidade híbrida, e que evidenciem a linguagem como prática social. Com base nessas premissas, desenvolvemos material didático digital para promover o ensino de leitura e de escrita,‌ por meio do <em>Google Classroom</em>, na perspectiva da pedagogia crítica de gêneros‌ ‌e‌ ‌de‌ ‌multiletramentos.‌ Para avaliar o material, realizamos uma ‌pesquisa-ação‌ em uma escola pública, em cuja experiência os participantes consumiram, produziram e‌ ‌disseminaram ‌o‌ ‌gênero‌ ‌multimodal‌ ‌infográfico‌.‌ Os resultados são positivos ‌quanto‌ ‌à aprendizagem ‌da‌ ‌língua‌ ‌materna‌ por meio da proposta aplicada, pois gerou engajamento, motivação e retenção de conhecimento sobre o gênero, a partir do envolvimento dos alunos em diferentes práticas sociais pelo uso‌ ‌de‌ ‌tecnologias.</p> Susana Cristina dos Reis Marileia da Silva Marchezan ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2020-10-05 2020-10-05 16 3 10.5335/rdes.v16i3.11431 World Englishes: uma unidade didática desenvolvida para jovens em situação vulnerabilidade http://seer.upf.br/index.php/rd/article/view/11397 <p>Este artigo descreve uma unidade didática (UD) de inglês como língua adicional para jovens de classe baixa e média-baixa, moradores de uma comunidade em situação de vulnerabilidade, localizada em Porto Alegre. A UD é um recorte de um projeto de dissertação cujo objetivo é desenvolver um curso voltado para as necessidades e interesses dos membros da comunidade<strong>. </strong>A proposta é baseada em estudos sobre aprendizagem colaborativa, educação popular, variação linguística, gêneros do discurso e aprendizagem baseada em tarefas. O objetivo principal é reconhecer as variações possíveis entre falantes da mesma língua, já que se considera fundamental no ensino de línguas a abordagem sobre as diversas manifestações do idioma que diferem do padrão, assim como a compreensão dos aspectos culturais envolvidos nos fenômenos linguísticos. Considerando a realidade dos alunos, propõe-se a discussão sobre as variações na língua inglesa&nbsp;partindo-se do mesmo fenômeno na língua portuguesa.&nbsp;</p> Fernanda Rubbo Kalil Anamaria Kurtz Welp ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2020-10-05 2020-10-05 16 3 10.5335/rdes.v16i3.11397 Literatura, linguagem e letramento: A criança aprendendo a ser protagonista de sua história http://seer.upf.br/index.php/rd/article/view/11495 <p>Esta pesquisa tem como tema o desenvolvimento da linguagem de crianças de 3 e 4 anos, a partir&nbsp; de uma proposta pedagógica voltada para o trabalho com literatura infantil, tendo como objetivo verificar em que medida as atividades literárias contribuem para o letramento emergente dessas crianças, no contexto da aplicação de um projeto de leitura com texto literário. Ao final da pesquisa, os alunos demonstraram que estavam com habilidades de linguagem oral mais consolidadas, ampliaram seus vocabulários, melhoraram suas construções narrativas, demonstraram grande interesse em propostas literárias, passaram de ouvintes para contadores de histórias e adquiriram conhecimentos sobre o mundo da escrita.</p> Jéssica Maís Antunes Marinês Andrea Kunz Rosemari Lorenz Martins ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2020-10-05 2020-10-05 16 3 10.5335/rdes.v16i3.11495 Análise de vinhetas sobre a planificação de sequência didática http://seer.upf.br/index.php/rd/article/view/11497 <p>Esta pesquisa visa a analisar vinhetas produzidas no estágio supervisionado de uma turma de terceiro ano de Letras Inglês, nas quais um aluno-professor registrou suas experiências vivenciadas durante a planificação de uma Sequência Didática (SD). A ancoragem teórica provém do interacionismo sociodiscursivo e de sua proposta de transposição didática de gêneros e da pesquisa narrativa. A geração de dados foi realizada entre os meses de abril a junho de 2019, mediante o registro e seleção de vinhetas sobre produção de SDs. Consideramos os aspectos contextuais, segmentos temáticos, vozes e modalizações. Os resultados apontam que as atividades de estágio de modo geral e o trabalho de reflexividade por meio de vinhetas narrativas oportunizaram um trabalho mais específico considerando os saberes da planificação das aulas.</p> João Antonio dos Santos de Lima Lídia Stutz Gerson Anschau Poleze ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2020-10-05 2020-10-05 16 3 10.5335/rdes.v16i3.11497 Ampliando horizontes: ensino de inglês para crianças com transtorno do espectro autista http://seer.upf.br/index.php/rd/article/view/11449 <p>Quando tratamos do ensino de inglês para crianças, o cenário da educação atual se apresenta como propício a propostas de pesquisas que fortaleçam a importância da inclusão em contexto escolar. Neste trabalho objetivamos discutir, por meio de análise qualitativo-interpretativa, o papel da aprendizagem da língua inglesa para crianças com Transtorno do Espectro Autista em seu desenvolvimento linguístico, evidenciando a contribuição da língua inglesa para a superação das dificuldades de aprendizagem que podem surgir em decorrência do diagnóstico. Os dados foram gerados a partir de atividades inseridas em uma sequência didática desenvolvida e aplicada em contexto de estágio supervisionado em língua inglesa, junto a uma turma do nível pré-5, incluindo um aluno autista. Os resultados apontam que, realizadas as adaptações de materiais e abordagens, o ensino da língua pode favorecer o desenvolvimento linguístico das crianças com TEA, além de possibilitar o engajamento social, a fim de caracterizar, de fato, a inclusão.</p> Otto Henrique Silva Ferreira Juliana Reichert Assunção Tonelli ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2020-10-05 2020-10-05 16 3 10.5335/rdes.v16i3.11449 O gênero fanzine-zine na sala de aula: leitura, arte e super-heróis http://seer.upf.br/index.php/rd/article/view/11524 <p>Leituras de enunciados voltados às culturas juvenis contemporâneas convocam professores e pesquisadores a olharem a linguagem e seu ensino por novas perspectivas e essa é a relevância desta reflexão. Este artigo objetiva discutir as representações de corpos, gêneros e raças em <em>Fanzines-Zines</em>, produzidos em sala de aula, a partir dos motes “Tarsila e toda a nossa brasilidade”, “Leitura &amp; Literatura” e “Super-Heróis”. As propostas foram definidas em conjunto com os estudantes envolvidos (do ensino fundamental de uma escola da rede pública estadual de Marília/SP). A pesquisa se ancora nos estudos bakhtinianos e propõe produções a partir dos multiletramentos. As reflexões se pautam em intervenções prototípicas e as discussões sinalizam possibilidades para o trabalho com esse gênero na escola, uma vez que, o zine promove leituras ágeis e produções autorais. Os resultados remetem à valorização das vozes dos alunos, que reverberam suas visões de mundo, expressas a partir de seus heróis.</p> Luciane de Paula Josiani Kely Milesk ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2020-10-05 2020-10-05 16 3 10.5335/rdes.v16i3.11524 A intermediação sensível e a ética discursiva no processo de letramento acadêmico em contexto de educação à distância http://seer.upf.br/index.php/rd/article/view/11493 <p class="western" align="justify"><span style="color: #000000;"><span style="font-family: 'Times New Roman', serif;"><span style="font-size: medium;">O presente artigo tem como objetivo analisar o processo de aprendizagem de professores/as em formação inicial dentro das discussões sobre o letramento acadêmico. Utilizando pressupostos teórico-metodológicos da Linguística Aplicada, adotamos a perspectiva interpretativista de pesquisa para analisar momentos presenciais e a distância das interações entre professor e discentes no fórum de discussões e em aulas presenciais de um componente curricular ofertado no primeiro semestre do curso de Letras/Português de um Instituto Federal. Após as análises, concluímos que os acontecimentos </span></span></span><span style="color: #000000;"><span style="font-family: 'Times New Roman', serif;"><span style="font-size: medium;">observados estão relacionados à condução da aula (em momentos presenciais e não presenciais) não condizente a um processo de letramento</span></span></span><span style="color: #000000;"><span style="font-family: 'Times New Roman', serif;"><span style="font-size: medium;"> acadêmico efetivo e significativo. Para o desenvolvimento de uma prática mais efetiva, concluímos que deveria ocorrer uma prática pedagógica de intermediação sensível, associada a produção numa perspectiva de ética discursiva, para que</span></span></span><span style="color: #000000;"><span style="font-family: 'Times New Roman', serif;"><span style="font-size: medium;"> os/as futuros/as professores/as pudessem atuar atendendo à demanda de uma formação mais autônoma e crítica.</span></span></span></p> Rita de Cássia Souto Maior Antônio Carlos Santos de Lima ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2020-10-05 2020-10-05 16 3 10.5335/rdes.v16i3.11493 Presença do cordel no romance ‘d’A Pedra do Reino e o Príncipe do Sangue do Vai-e-Volta’: o problema da autoria http://seer.upf.br/index.php/rd/article/view/9483 <p>&nbsp;O artigo define por objetivo realizar uma elucubração acerca do diálogo entre os textos literários e a ideia de autoria, além de repensar esses conceitos através da busca da influência da Literatura de Cordel na obra <em>Romance d’A Pedro do Reino e o Príncipe do Sangue do Vai-e-Volta, </em>verificando o hibridismo que permeia a linguagem. Os resultados demonstram que embora se perceba a presença de fragmentos de textos da Literatura de Cordel na obra analisada, para além das relações de plágio ou de intertextualidade, o de que autor e leitor são ambos os indivíduos realizadores de leituras, toda leitura é uma releitura e toda escrita uma reescrita.</p> <p>&nbsp;</p> José Nogueira da Silva Adriana Cavalcanti dos Santos ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2020-07-06 2020-07-06 16 3 10.5335/rdes.v16i3.9483 Adiamento e suspensão de sentido em Grande sertão: veredas - do pacto demoníaco http://seer.upf.br/index.php/rd/article/view/10382 <p>Riobaldo, o narrador-protagonista de <em>Grande sertão: veredas</em>, demonstra, ao longo de toda a sua narrativa, grande preocupação com a questão do mal e com a figura do demônio; e afirma, mais de uma vez, que pode falar do assunto com particular propriedade. Durante boa parte do livro, entretanto, ele não explicita o principal motivo de o assunto interessa-lo tanto, nem o que lhe permite afirmar que é particularmente apto a falar sobre ele. Riobaldo propõe mistérios e, ao modo das narrativas de suspense, adia o seu esclarecimento. Diferentemente dessas narrativas, entretanto, quando ele enfim narra o episódio que teria motivado suas preocupações (o duvidoso pacto demoníaco), o “esclarecimento” que se dá não é suficiente para responder às questões que o inquietam. E coloca outras. Assim, o caminho da elucidação acaba levando à incerteza e à indeterminação.</p> Claudia Campos Soares ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2020-06-03 2020-06-03 16 3 10.5335/rdes.v16i3.10382 Literatura, sentimentalismo e kitsch http://seer.upf.br/index.php/rd/article/view/11530 <p>O conceito de “sentimentalismo” é normalmente associado a emoções ternas, reconfortantes e suaves, como pena, simpatia, afeto, cuidado, compaixão e carinho. Boa parte das abordagens filosóficas usa o termo “sentimentalismo” para avaliar a experiência com certos tipos de literatura ou objetos kitsch. Nessas abordagens, o sentimentalismo é compreendido como declínio moral ou falha de sensibilidade estética, afetando nossa capacidade de fazer julgamentos razoáveis. Considerando isso, o artigo objetiva demostrar que as críticas levantadas contra o sentimentalismo formam uma “visão padrão” que é simplista e baseada em preconceitos advindos da linguagem filosófica. Ao mesmo tempo, aponta que a condenação do sentimentalismo é um comportamento sentimentalista de segunda ordem. Examina também como, na literatura contemporânea (exemplificada pela segunda fase da obra de Clarice Lispector), o kitsch e o sentimentalismo são utilizados como categorias decisivas para entender a complexidade da condição humana.</p> Gerson Luís Trombetta ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2020-08-03 2020-08-03 16 3 10.5335/rdes.v16i3.11530 A negociação dos mal-entendidos em interações no Twitter http://seer.upf.br/index.php/rd/article/view/11510 <p>Propusemo-nos, neste trabalho, a identificar mal-entendidos em um <em>corpus</em> constituído de mensagens postadas em um ambiente da internet. Procuramos descrever como os interlocutores, por meio de estratégias linguístico-discursivas, operam na organização do texto virtual escrito, com o intuito de monitorar os equívocos de compreensão, de modo a prosseguirem na abordagem do tema em pauta na comunicação. Para o desenvolvimento deste estudo, foram selecionadas conversações digitais, ou melhor, <em>tweets </em>produzidos por perfis qualificados como figuras públicas em interação com seus seguidores, na rede social <em>Twitter</em>. Na análise do <em>corpus</em>, observamos que, no acontecimento do mal-entendido, os interlocutores se utilizam de procedimentos metadiscursivos para tentar solucionar esses desvios de compreensão que põem em risco o sucesso da interação. Para fundamentar este trabalho, recorremos aos pressupostos teóricos advindos da Etnometodologia Conversacional e da Linguística Interacional. Pretendemos demonstrar, com este estudo, que os interlocutores mobilizam diferentes operações sobre o próprio ato de dizer, na tentativa de negociar os mal-entendidos, tendo em vista assegurar a compreensão, bem como um mínimo de harmonia em suas práticas discursivas no contexto digital.</p> José Gaston Hilgert Débora Cristina Longo Andrade ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2020-08-10 2020-08-10 16 3 10.5335/rdes.v16i3.11510 Diretrizes para autores http://seer.upf.br/index.php/rd/article/view/12475 Francisco Fianco ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2021-04-12 2021-04-12 16 3