O “cidadão de bem” e o “bolsominion”: leituras antagônicas de um estereótipo no discurso político brasileiro

Palavras-chave: Estereótipo, Ethos, Identidade, Cenografia, Mídias Sociais

Resumo

Este artigo tem o objetivo de analisar os modos de percepção do estereótipo e sua relação com as noções de identidade e ethos do sujeito nas redes sociais em torno de um clima político bipartidário e polarizado. O marco teórico se situa sobre a cenografia e ethos de Maingueneau (2005, 2008), sobre a noção de identidade em Patrick Charaudeau (2009) e em Ruth Amossy (2019) acerca do estereótipo e da identidade verbal. A análise recai sobre uma ilustração do artista alagoano Cristiano Suarez de abril de 2019; a ilustração causou notável movimentação nas redes sociais ao trabalhar com estereótipos políticos e símbolos nacionais, captando com precisão a dicotomia do discurso político brasileiro de 2019 de acordo com as reações provocadas em ambos os lados do espectro. Concluímos que as partes opostas do tabuleiro político derivam valores diferentes de acordo com a cena discursiva em que os estereótipos estão inseridos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ernani Cesar de Freitas, UPF / FEEVALE
Pós-doutorado em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem - PUC-SP/LAEL (2011); Doutor em Letras, área de concentração Lingüística Aplicada (PUCRS/2006).
Publicado
2019-08-29
Como Citar
Boaventura, L., & Freitas, E. (2019). O “cidadão de bem” e o “bolsominion”: leituras antagônicas de um estereótipo no discurso político brasileiro. Revista Desenredo, 15(3). https://doi.org/10.5335/rdes.v15i3.9628